Será que a Bottega Veneta é a nova Céline?

14.12.2018

Os fãs de Phoebe Philo seguem chorando pela Céline – sim, com acento, e não a nova fase de Hedi Slimane. Mas talvez haja uma certa luz no fim do túnel na forma de Daniel Lee, o novo estilista da Bottega Veneta que agora mostra sua primeira ideia do que ele imagina pra tradicional marca italiana nesse pré outono-inverno 2019/20. Daniel passou pela Céline de Philo, era seu diretor de prêt-à-porter, e parece ter uma filosofia muito próxima da antiga chefe. Em entrevista pra “Vogue” América, ele diz que “o que a Bottega representa é uma ideia de luxo verdadeiro que realmente não sinto que está por aí agora. Falamos de qualidade, uma elegância atemporal, uma confiança quase silenciosa, que acho que é o oposto de todo o barulho que vemos ao nosso redor”. Lembra a descrição do trabalho de outra pessoa?

Daniel Lee é o nome que vai acalentar os corações de quem sente saudades de Phoebe Philo? Vem ver a sua coleção de estreia pra Bottega Veneta, clica aqui
Uma roupa superchic – Daniel defende um retorno à sofisticação e pensou em estrelas italianas do cinema como Monica Vitti pra se inspirar
Um pezinho (ou os dois?) no minimalismo anos 90
Do couro todo texturizado às blusas que lembram a fase Tom Ford da Gucci, Daniel parece bem seguro ao trabalhar imagens elegantes
Ele trabalha o tressê (ou, em italiano, intrecciato) em versão máxi
A parte masculina, segundo Daniel, é “simplesmente o que eu gosto de vestir”. Que tal?

Mas melhor que ler sobre é ver: confira a coleção que está na galeria e chegue nas suas próprias conclusões.

Tags:                

Compartilhar