Por que a Balenciaga bombou em 2021?

Estilistas & Marcas

2021 consolidou a mística em torno da marca Balenciaga e seu diretor criativo Demna Gvasalia (agora, só Demna), que enfrentou as mudanças dos últimos tempos com muita criatividade.

Um dos grandes acontecimentos foi o retorno da alta-costura, fora do mercado desde que o fundador Cristóbal Balenciaga havia fechado o ateliê em 1968 

Demna, como sempre, surpreendeu: tanto pelo primor das construções quanto pela ousadia, como os jeans e moletom para alta-costura!

Em sua 1ª (não) aparição ao famoso Baile do Met, ele causou ao lado de Kim Kardashian, com looks que intrigaram e viralizaram na internet.

No desfile da primavera 2022 da Balenciaga, Demna colocou digitalmente o rosto de sua musa Eliza Douglas em todas as modelos.

Pro verão 2022, criou um dos eventos mais comentados do ano: os modelos desfilavam como se fosse um tapete vermelho. Depois, os convidados entravam para assistir ao vídeo da colab com "Os Simpsons".

A Balenciaga foi uma das primeiras marcas de luxo a entrar no universo digital da moda com o jogo "Afterworld: The Age of Tomorrow" ("Além-mundo: A Era do Amanhã") no final de 2020.

O jogo foi a alternativa para os tempos de Covid-19, quando os desfiles presenciais foram suspensos. Assim, a coleção  inverno 2021 virou um game interativo entre jogador e looks.

Em seguida veio a colab com o Fortnite, que rendeu looks digitais para os avatares do game.

Teve também a colab com a Gucci para o Hacker Project (as duas marcas pertencem ao grupo Kering). E as apresentações do álbum "Donda", de Kanye West (foto), foram dirigidas por Demna!

Clica aqui pra saber mais!