Nova era na
alta-costura da Balenciaga!

Desfiles

O estilista espanhol Cristóbal Balenciaga fechou sua alta-costura há 53 anos, ao perceber o crescimento inevitável do prêt-à-porter.

Fotos: Reprodução

Sob a direção criativa de Demna Gvasalia, a grife retoma sua origem couture  pro outono-inverno 2021/22 marcando a 50ª coleção de alta-costura da Balenciaga.

Até a passarela leva a gente de volta aos tempos de Cristóbal: o desfile aconteceu no ateliê original, na avenida George V, em Paris, restaurado completamente para a ocasião.

 Gvasalia fez uma apresentação silenciosa (como era tradição na alta-costura), voltando a atenção totalmente para os 63 looks desfilados.

Sua coleção faz várias referências aos designs icônicos de Cristóbal, mas com o twist contemporâneo que inclui peças agênero e até jeans e camiseta!

Volumes à Balenciaga

O  jeans proposto por Gvasalia não é qualquer um: é um tecido de origem japonesa confeccionado em tear manual em antigos teares norte-americanos. Alta-costura, não é mesmo?

Já os chapéus chiquérrimos, meio espacial, são assinados pelo irlandês Philip Treacy, um dos maiores chapeleiros de hoje.

Clica aqui pra assistir ao desfile completo!