Categorias: Foto & Arte Moda

Vem aí o primeiro museu do mundo dedicado à moda praia: o Bikini Art Museum!

04.07.2020

Foto Divulgação

Fachada do Bikini Art Museum, que vem acompanhado de um café e um hotel

No Dia Internacional do Biquíni, comemorado domingo, 05/07, vai ser inaugurado o primeiro museu do mundo dedicado aos trajes de banho e sua evolução ao longo do tempo. O Bikini Art Museum abre suas portas com uma exposição de mais de 400 peças de biquínis e maiôs – um acervo que vai desde 1870 até os dias atuais.

É bom lembrar que eu conto essa história no meu livro “O Biquíni Made in Brazil” (ed. Arteensaio), que pode ser adquirido neste link na Amazon, e na exposição “Yes! Nós Temos Biquíni”, em 2017 no Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro.

São mais de 400 peças em exposição, desde 1870

O museu fica em Bad Rappenau, no sul da Alemanha, com raridades como 12 das 16 peças originais criadas por Louis Réard, o inventor do biquíni como conhecemos hoje (que ele lançou em 5/07/1946 em Paris), incluindo o item considerado mais valioso, o Golden Réard, peça única de Réard do final dos anos 1940.

E o Brasil, claro, ganha uma sala exclusiva que é a segunda maior (perde apenas para a da Alemanha) de uma área total de 2 mil m².  Vídeos do Rio de JaneiroBúzios mostram o estilo de vida praiano do litoral sudeste, contracenando com peças de marcas que fizeram história da moda praia nacional como Bumbum Ipanema, de Cidinho Pereira, Lenny Niemeyer, Blueman, Rosa CháSalinas, Triya e Adriana Degreas.

Engana-mamãe histórico da Salinas (à esq.) e vitrine dedicada à Blueman

E mais: no time de 15 experts que prestaram consultoria para a direção do museu, seis são brasileiros, como as ex-modelos Magda Cotrofe, que consagrou os modelos fio dental e asa delta nos anos 1980, Helô Pinheiro, a musa da música “Garota de Ipanema”, e Janara Morenna, doutora em Design pela PUC-Rio e especialista em moda praia, cujo nome acabou ganhando um concurso para batizar o símbolo do museu.

Estatueta do prêmio Moda Praia Janara

Trata-se de uma estátua de 10 m de altura que fica no alto da fachada do Bikini Art Museum, criada pela artista carioca Doris Geraldi. Batizada de Janara, nome indígena que significa “princesa das águas frescas” e sugerido pela própria Janara Morenna. Para Alexander Ruscheinsky, um dos mentores do projeto, Janara “é uma garota dos anos 1950 com luvas de boxe, que simbolizam a luta das mulheres para decidirem por si só o que querem vestir na praia”.

À esq., as marcas Rosa Chá e Bumbum Ipanema; à dir., modelo de Adriana Degreas

O museu também lançou um prêmio de moda praia, o Janara 2020. Dividido em seis categorias, a vencedora da categoria Retrô foi Adriana Degreas e o Prêmio Honorário de Moda Praia Janara 2020 foi para Cidinho Pereira, um dos mais importantes criadores de moda praia. Cidinho inventou os modelos asa delta e fio dental, e abriu, em 1979, uma das primeiras lojas exclusivamente de moda praia na América do Sul.

Cidinho Pereira, da Bumbum, cercado por modelos em foto de época – ele recebeu o Prêmio Honorário de Moda Praia Janara 2020

E tem mais: ao lado do museu, o hotel da rede Best Western foi reformado com quartos temáticos, como a suíte Louis Réard, a futurista Bikini-Cube ou a suíte decorada com estampas da marca brasileira Blueman. Além de peças originais, o museu apresenta uma série de produções multimídia, esculturas, pinturas, filmes e músicas que fazem parte da experiência da visitação. Estou curiosíssima para conhecer!

Post atualizado em 6/7/2020

Tags:                          

Compartilhar