As inspirações da designer Shourouk Rhaiem!

11.10.2013

Nessa semana rolou um evento em SP pra apresentar a nova coleção da Swarovski criada pela Shourouk! A designer francesa hypada está no Brasil e contou sobre suas inspirações, referências e planos pro futuro. Clicando na foto você acessa a galeria, que tem mais fotos da coleção de outono-inverno 2013/14 da Swarovski by Shourouk! Confira a entevista:

Suas joias são supercoloridas e extravagantes. Qual é o look ideal pra usá-las?
Não acho que exista um look ideal, você deve ser fiel ao seu estilo e personalidade e usar as joias do jeito que se sentir melhor. Mas acredito que elas combinam com tudo, desde camisetas até vestidos de noite. Às vezes eu as uso até de pijama! Basicamente você pode usar com o que quiser… Aí é com você, pra ousar e se divertir. Ontem, em outro evento, vi essa ousadia na mulher brasileira. Como elas são superestilosas e fashion!

Onde você encontra suas maiores inspirações?
Não tem como dizer: “Nesse país vou me inspirar pra criar uma coleção e criar tudo inspirada nele.”. Tudo vem de algo, independentemente se estiver longe de nós ou se é algo que você encontra na rua da sua própria casa. Você pode passar por uma pessoa ou lugar e aquilo pode ser sua inspiração. No geral, acho que Paris é uma cidade encantadora e muito bonita pelo mix de culturas e ainda assim por ser uma cidade muito clássica. Gosto de juntar essas duas coisas, a parte clássica com as culturas com muitos imigrantes, muitos africanos, latino-americanos, asiáticos… E isso é o que me alimenta na hora de criar!

Veja fotos da 2ª coleção de joias da Carol Ribeiro!

Como você traduz suas referências pras peças?
Depende da história. Por exemplo, pra Swarovski a ideia era de percorrer a Rota da Seda começando pela China, passando pela Índia e terminando em Veneza. Decidi usar a parte da Índia e fiquei agradecida por me deixarem trabalhar com esse tema, pois tenho muito conhecimento sobre a cultura deles e sobre as joias marajá. Então tentei reinterpretá-las de um jeito mais pop e fashion. Sempre pego algo clássico e mudo pra deixar um pouco mais divertido.

E por falar na Índia, qual é o seu filme preferido de Bollywood?
É de 1982 e se chama “Disco Dancer”. Acho bem caricato, muito anos 80 com neon, roupas metalizadas, coisas muito brilhantes. A música é bem disco, mas indiana! Acho minha cara essa mistura de cultura indiana ancestral, única e forte com disco, uma coisa meio louca!

Quais são as suas maiores referências de design?
Tem uma pessoa que não é um designer, pode ser? O artista Marcel Duchamp. Gosto porque vejo muito dele em mim. Ele gosta do contrário, do oposto, gosta de se divertir com as coisas que estão ao seu redor. De pegar algo que não parece ser tão interessante, mas que na verdade é e transforma isso numa verdadeira obra de arte. Na moda, gosto da Miuccia Prada, porque ela sabe como fazer luxo misturado com ironia e senso de humor, além de se inspirar muito em filmes – e eu gosto muito disso também. Acho o [o estilista da Givenchy] Riccardo Tisci ótimo também, porque os vestidos dele são lindos, as cores… E é o que gosto de usar, muito Givenchy!

As pérolas ganharam exposição no V&A

O que mudou no seu processo criativo de 2007 até agora?
Comecei com joias que tinham a minha estética, mas que não eram tão grandes e extravagantes. Pouco a pouco fiquei mais segura de mim, do que eu criava e do meu estilo. Agora minhas peças são mais rebuscadas. Lancei no ano passado bolsas e bonés de baseball e vejo que agora crio coisas que me deixam feliz. Gosto de criar o que gosto de usar! Tenho vontade de fazer sapatos, mas eles são muito complicados pra fazer então estou esperando o momento certo. Mas você verá! E pro futuro tenho uma nova parceria com a Swarovski, que será lançada em março, mas não posso falar muito. Adianto que é algo com que nunca trabalhei antes e muito novo pra mim!

Tags:                    

Compartilhar