Sergio K em fogo cerrado

09.04.2014

Amanda Lepore posou na campanha de outono-inverno 2012
Oliwer Mastalerz, transexual que está na campanha de outono-inverno 2014 de Sergio K.
As camisetas polêmicas: elas já não estão mais disponíveis na loja on-line

Tudo começou com uma coleção especial de camisetas com frases estampadas por causa da Copa do Mundo, com a irreverência característica de Sergio K. Mas entre “Zidane is over” (Zidane já era, se referindo ao jogador da seleção francesa Zinédine Zidane) e “Balotelli is a loser” (Balotelli é um perdedor, sobre o jogador da seleção italiana Mario Balotelli), existiam duas que viraram foco das atenções: “C. Ronaldo is gay” (sobre Cristiano Ronaldo, da seleção portuguesa) e “Maradona Maricón” (sobre Diego Maradona, clássico jogador do time argentino). Depois de mais de 40 dias do lançamento, a provocação rendeu diversos comentários contra a incitação da homofobia nas redes sociais e petição do site All Out, que se envolve em causas pró direitos dos homossexuais, pedindo que se desculpe publicamente, suspenda a venda das peças e direcione os lucros pra ações de combate ao preconceito contra gays. A ideia é juntar pelo menos 2.000 assinaturas.

Relembre: a polêmica racista das it girls russas

Em entrevista pra “Veja SP”, Sergio se defendeu: “Preconceito é incitar a violência. Eu emprego homossexuais. Me aponte uma marca no mundo que deu oportunidade de dois transexuais protagonizarem um campanha internacional clicada pelo top Terry Richardson? As pessoas deveriam observar também outros valores da marca como a distribuição gratuita de preservativos o ano inteiro.” Vale lembrar: a mais recente campanha da marca traz Oliwer Mastalerz, que nasceu mulher, como modelo, inclusive sem camisa. A outra transexual a quem Sergio se refere na resposta é Amanda Lepore, na campanha de outono-inverno 2012.

Fica a pergunta: o que você acha? Reação exagerada ou justificada? Confira as camisetas na galeria!

Tags:                          

Compartilhar