Riquíssimo: o estilo e a música de Rico Dalasam!

Divulgação
Conhece o Rico Dalasam? Clica na foto pra saber mais! Próxima Ver mais fotos
Conhece o Rico Dalasam? Clica na foto pra saber mais!

Jefferson Ricardo da Silva, mais conhecido como Rico Dalasam, tá bombando! Já ouviu falar dele? O rapper de 25 anos, nascido no Taboão da Serra, é um dos poucos no cenário que é assumidamente gay e está fazendo sucesso com os hits “Não Posso Esperar“, Riquíssima” e “Aceite-C“. Seguindo um caminho diferente da maioria dos MCs, suas letras falam de amor, aceitação e fervo… Muito fervo! Entre penteados mirabolantes e looks coloridos, Dalasam é superfashionista e dificilmente passa despercebido! A gente conversou com ele pra saber mais sobre música e estilo – confere embaixo e depois clica na galeria pra saber mais.

Veja também: Maison Kitsuné X Reebok, a parceria!!

O que significa Rico Dalasam?
O Rico é apelido dado pela minha irmã e Dalasam é abreviação da frase “Disponho Armas Libertárias a Sonhos Antes Mutilados”.

Como começou sua trajetória no rap?
Com 12 anos já escrevia algumas rimas, mas foi em 2006, quando comecei a participar da Batalha de Raps no metrô Santa Cruz, que me vi como MC. De lá pra cá, comecei a gravar em estúdio mesmo, há 4 anos.

Quem te inspira?
A Mary J. Blige é uma grande inspiração, e acho que nunca a citei em entrevistas. Rick James, Little Richard e o Prince me inspiram tanto musicalmente quanto esteticamente. Eles são artistas que têm a questão da imagem muito forte!

Veja também: a moda em 2015 segundo o “De Volta Para o Futuro”

Em entrevistas você se descreve como rapper negro, pobre e gay. Qual a importância dessa identificação?
A visibilidade. Ligo a televisão e não vejo ninguém parecido comigo e, se eu não vejo, quero me tornar visível e fazer os outros se sentirem visíveis também!

Qual a importância da internet no seu trabalho?
Ela é “o canal”, o lugar onde divulgo minha música e minha zona de relacionamento com o público!

Como você define seu estilo?
Não defino! Gosto dessa coisa do gender fucker, de usar cropped, saia… de misturar! Quero uma ruptura de imagem, mostrar que o feminino é legal. Vou compondo meu look pelo que vejo aqui, lá fora, o que tá nas ruas!

Veja mais: Dalasam desfilou pra Corre Sempre, a linha do Emicida com a West Coast

Você é ligado em marcas? Tem alguma preferida?
Difícil, gosto de várias! Lá fora, curto muito o trabalho do Manish Arora, que é um estilista indiano que usa muitos adornos. Aqui, marcas como a Trendt, do Renan Serrano, e o Alexandre Herchcovitch, que acho incrível! Mas faço um mix, não uso só marca – gosto muito de brechó, de produzir minha moda, sabe?

Tem alguma peça que você considera chave no seu visual?
Acho que a joia no nariz [piercing no septo]!

E o seu cabelo? [Rico já trabalhou como cabeleireiro e foi assistente do Max Weber]
Ele é muito importante, com ele passo minha verdade e dialogo com as pessoas. É um meio de identificação! E tô sempre mudando.

O que a gente pode esperar de novidade do Rico Dalasam?
Estou preparando meu novo CD e logo mais lanço o clipe da música “Riquíssima“!

Tags:                      

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Últimas