Rei Kawakubo é o tema da expô do Met de 2017!

21.10.2016

E estas foram as peças apresentadas na última coleção da marca, de primavera-verão 2017. E aí, ansioso pra exposição? Conta pra gente nos comentários!
Que tal este look da “Vogue” Japão de 2014?
Olha o que Rei tem feito atualmente – esses looks são do desfile de outono-inverno 2013/14
Look colorido de 2014, fotografado pra revista “Another”
E olha a Lady Gaga com a marca em 2012. Na época a cantora ainda usava looks extravagantes – hoje em dia é só blusinha e short
Editorial lindo de 2012 com Iris Apfel vestindo Comme des Garçons pra revista “Dazed & Confused”
Outono-inverno 2006/07 com um toque pop e orelhas de Mickey!
Alfaiataria desconstruída e mais androginia na campanha de primavera-verão 1995
Essa coleção de primavera-verão 1997 tem o tema “o corpo encontra o vestido, o vestido encontra o corpo”
Menos volume e renda nesse vestido fotografado pra “Vogue” América em 1997
Look Comme des Garçons pra Christy Turlington pra “Vogue” América de 1993
Vestido de outono-inverno 1991/92
Editorial de 1989, fotografado em Tbilisi, capita da Geórgia, um país que fica no encontro entre Ásia e Europa
A supermodelo Christy Turlington em um look todo preto por Peter Lindbergh em 1986
Admirada por muita gente importante do mundo da arte e da moda, Kawakubo já teve até o artista Jean-Michel Basquiat como modelo em seu desfile de primavera-verão 1987. Tá bom pra você?
Rei Kawakubo em um backstage de 1987 da Comme des Garçons. Olha os chapéus, babados, assimetrias…
A androginia é uma constante na Comme des Garçons – olha os elementos masculinos nos looks femininos! Essa é a campanha de primavera-verão 1987
Campanha de outono-inverno 1986/87 por Peter Lindbergh
Um dos primeiros desfiles de Rei em Paris. Na época a estilista ganhou o apelido de “o corvo” por usar muito preto, assimetrias e shapes soltos no corpo. A foto é da coleção de outono-inverno 1982/83
Mais uma foto de campanha de 1980 – bem andrógino, né? Pra quem não sabe, Comme des Garçons em português significa “como os garotos”
Campanha da marca em 1980
A foto é de 2015, mas o look que Michèle Lamy (esposa de Rick Owens) veste é Comme de Garçons de 1977. Meio Demna Gvasalia, né? A Vetements deve muito da sua estética pra Rei
Olha uma campanha lá do início da marca, em 1975, por Bruce Weber. Desde aquela época a estilista já trabalhava com volumes
A coleção exposta na ocasião foi a de a de primavera-verão 2012
O trabalho de Rei Kawakubo já foi tema de uma exposição solo em 2012. Esse é um clique da mostra “White Drama” (drama branco) no Cité de la Mode et du Design, em Paris. Clica pra conhecer mais da história da estilista!

Confirmaram-se os rumores: Rei Kawakubo de fato vai ser o tema da exposição do Met de 2017! A fundadora da Comme des Garçons é 2ª estilista viva a ganhar uma homenagem solo na expô anual do museu novaiorquino (o 1º foi Yves Saint Laurent em 1983). O museu, que no passado já teve como tema o trabalho de criadores como Alexander McQueen e Charles James, abre no dia 4/05/2017 com mais de 120 peças da CdG assinadas por Kawakubo. Já o tradicional baile do Met acontece no dia 1/04 com a própria Rei mais Katy Perry e Pharrell Williams como anfitriões, além, é claro, de Anna Wintour, a responsável por tudo. O mais bacana é que a organização promete fazer desta edição a mais próxima do público de toda sua história – os manequins devem ficar expostos no nível dos visitantes, sem nenhum tipo de vidro ou barreira física!

Relembre os looks do Baile do Met deste ano

Rei Kawakubo não tem formação formal em moda – ela estudou artes e literatura na universidade de Keio, no Japão, país no qual nasceu. Sua relação com o mundo fashion começou com a indústria têxtil e ficou mais forte a partir de 1967, quando ela se tornou stylist. Em 1969 nasceu a Comme des Garçons. Uma curiosidade é que o nome em francês da marca foi inspirado pela música “Tout les Garçons et les Filles” de Francoise Hardy, um clássico dos anos 60 – informação confirmada pelo CEO da marca Adrian Joffe em entrevista. A etiqueta fez sucesso na sua terra natal e Rei abriu a 1ª boutique própria em Tóquio no ano de 1973, sem vitrine e sem nenhum espelho. O motivo disso? Nas palavras da própria, foi pra “enfatizar a noção de que as pessoas deveria comprar roupas pelo que elas te fazem sentir, não por como elas parecem”.

A Rihanna usou bota Comme des Garçons no VMA!

Em 1981 ela fez sua estreia na Semana de Moda de Paris, onde desfila até hoje. E na época em que estilistas como Thierry MuglerGianni Versace faziam sucesso com roupas coloridas e sensuais, ela armou uma apresentação só com peças pretas, shapes soltos no corpo, assimetrias e babados. O estilo das roupas lhe rendeu o apelido de “o corvo“. Ao se manter fiel à sua estética, a diretora criativa da Comme des Garçons tornou-se um nome muito forte no mundo da moda com fãs poderosos como Karl Lagerfeld e Nicolas Ghesquière. Além disso, seu trabalho é considerado uma revolução – sem ela puxando “os japoneses” (Yohji Yamamoto incluso) não existiriam os belgas conceituais como Martin Margiela e Ann Demeulemeester. Estamos ansiosos pela expô, e você? Clica na foto pra conferir um pouco mais do passado da Comme des Garçons.

Tags:                                          

Compartilhar