O tênis turbo está na moda – e talvez você não goste dele

12.03.2018

O mais bonito entre os feios: da Y-3, marca de Yohji Yamamoto com a Adidas, ele se chama Runner 4D e tem a tecnologia Futurecraft 4D
E o da Acne Studios? Chama Manhattan
A parceria entre Comme des Garçons e Nike é um daddy sneaker mas é lindinho, vai! Ainda mais em rosa. O modelo é Air Max 180
O Runner da McQueen, com uma sola traiçoeira – a gente ficou sabendo que teve até rompimento de tendão com essa sola!
Agora os turbos mais minimalistas, que chegam a ser bonitos mesmo: a parceria entre Pigalle e Nike, o Air Shake Ndestrukt
Da série quase discreto: o Crossection da Prada
O da Givenchy é um híbrido entre bota de escalada e tênis
Na Burberry, o nome desse modelo é bem descritivo: Rainbow Leather High Top
O Runner da Dior Homme
Esse da Valentino é o Heroes Tribe
Modelo Eclypse da Stella McCartney – esse é o Rainbow
Quase sujinho: o Rhyton da Gucci ainda aposta na logomania
Virgil Abloh, que vive fazendo parceria com a sua Off-White e a Nike, acabou por popularizar e transformar essas colabs em febres que causam tumulto! Esse é um dos últimos lançamentos, o The 10: Air Max 90
Causou: o Archlight da Louis Vuitton apareceu na passarela de primavera-verão 2018 feminina da marca e tem essa sola toda arquitetônica
Reparou que a moda é que o tênis esteja meio sujinho? Ele já vem assim, pasme! Esse é o superbombado Triple S da Balenciaga, que tem o mesmo estilista que a Vetements, Demna Gvasalia
Atualmente a parceria entre Vetements e Reebok continua e esse é o lançamento, o Genetically Modified Pump
A Vetements entrou nessa em 2017 com sua parceria com a Reebok – esse modelo, o Instapump Fury, já vinha assim, rabiscado!
Outro grande precursor foi Rick Owens, também em parcerias com a Adidas – o contrato terminou mas ele segue colocando tênis com a sola gorda, agora só sob seu nome, na passarela. Esse modelo é o Vicious Runner, um dos últimos da colab entre estilista e marca de sportswear
Um dos grandes pioneiros dessa onda foi Raf Simons – além dos tênis pra Dior, quando ele era o diretor criativo da maison, sua parceria com a Adidas bombou. Esse é o Ozweego III, que acaba de ser relançado pra felicidade dos fãs
Tênis turbo: sim, todos eles são assinados por marcas de luxo! Vem ver mais

Tênis turbo, tênis turbinado, daddy sneaker (que é o tênis com cara de pai, do mesmo jeito que tem o mom jeans, jeans com cara de mãe), tênis gordo, chunky trainers. Ou tênis feio, mesmo: chame como quiser, mas ele está na moda e corresponde a todos esses títulos que lhe são dados! Com a sola bem grandona, geralmente até sobrando bastante na parte de trás; cheio de recortes e de preferência de mais de duas cores; indiscreto, e às vezes já vem sujo da loja, pro espanto geral de quem tem mania de limpeza (e de quem simplesmente quer comprar algo, er, limpo como novo?). Esse tipo de tênis já existe faz tempo, mas agora marcas de luxo investem nele como nunca, inclusive colocando-os na passarela e assim dando a eles um destaque que nunca tiveram antes!

E você viu o Nike customizado da Comme de Garçons na passarela? Vem!

O ultimato veio no desfile de primavera-verão 2018 da Louis Vuitton, com o modelo Archlight criado por Nicolas Ghesquière chamando a atenção de todo mundo – mas antes, Demna Gvasalia (tanto na Vetements quanto na Balenciaga), Raf Simons e Rick Owens já exploravam a ideia. Agora a febre pegou: de Stella McCartney a Givenchy passando por Burberry e Dior Homme, pra eles e pra elas, os modelos chegam às lojas, muitas vezes em parcerias com marcas de sportswear. E sim, a tendência também tem um sentimento nostálgico de quando a gente usava o Nike Air nos anos 90… Quer ver? Clica na foto pra acessar a galeria!

Tags:                                                

Compartilhar