O estilista Emanuel Ungaro morre aos 86 anos em Paris

23.12.2019

Emanuel Ungaro foi um dos nomes fortes da alta-costura e não estava bem de saúde há dois anos

A moda perde mais um de seus grandes nomes do século 20. O estilista francês Emanuel Ungaro morreu nesse sábado, 21/12, em Paris, aos 86 anos. Ungaro nasceu no sul da França, em Aix-en-Provence, filho de imigrantes italianos que fugiram do regime fascista de Mussolini.

Quando se mudou para Paris, aos 22 anos, ele trabalhou com o mestre da alta-costuraCristóbal Balenciaga, por três anos, com quem aperfeiçoou ainda mais as técnicas de alfaiataria que aprendera com seu pai. Após uma rápida passagem como assistente de André Courrègesele abre sua própria marca em 1965.

Ungaro era um dos últimos estilistas vivos que foi aprendiz de Cristóbal Balenciaga

Ungaro ficou conhecido pela elegância e criatividade de seu design, e fez muito sucesso nos anos 70/80. Ele adorava um mix de estampas diferentes e cores fortes. Seus florais eram clássicos, assim como os poás. Em 1996, a família Ferragamo assume a marca e contrata Giambattista Valli, que saiu em 2004, quando o próprio Ungaro se aposentou oficialmente. A marca passou para Asim Abdullah, que contratou diversos estilistas como Esteban Cortázar, Giles Deacon, Fausto Puglisi e até a atriz Lindsay Lohan, que foi um fiasco em sua estreia em 2009, e logo foi demitida.

View this post on Instagram

Je suis très triste d’apprendre le décès d’Emanuel Ungaro… 😔 Il a été une personne très importante dans ma carrière de mannequin. Quand je suis arrivée en France pour défiler, il m’a accueilli les bras ouverts dans sa maison d’haute couture. Il aimait les femmes et savait les mettre en valeur. Il avait l’art de mélanger les imprimés et les couleurs comme personne. C’était un maître absolu du drapé. Sans oublier que ces vêtements rendaient les femmes sensuelles, irrésistibles. Je me sentais toujours sublime dans ces créations et à chaque défilé il encourageait ses mannequins en nous disant : « Faites votre show !!! ». C’est aussi lui qui m’a dit : « Cristina, on ne porte pas un vêtement, on l’habite. » C’est tellement vrai… Merci 🙏 #RIP 💙 . @emanuelungaroparis . #emanuelungaro #cristinacordula #hautecouture

A post shared by Cristina Cordula (@cristinacordula) on

Várias modelos brasileiras trabalharam com ele. Entre elas, Cristina Córdula, hoje uma celebridade da televisão francesa, onde ela apresenta um programa diário de moda. Cristina lamentou a morte do estilista em seu Instagram, ressaltando que ele era um mestre do drapeado e da mistura de cores e estampas. Ele deixa a mulher e uma filha.

Tags:                    

Compartilhar