Moschino e Jeremy Scott processados por cópia

07.08.2015

Senta que lá vem história… Lembra do desfile dos vestidos de festa pichados da Moschino, um deles inclusive usado por Katy Perry no baile do Met deste ano? O mesmo look é o centro de um processo de direito autoral movido por Joseph Tierney, o Rime. O artista de rua reconheceu um de seus graffitis na saia do vestido preto com o qual Gigi Hadid fechou a apresentação do outono-inverno 2015/16 da etiqueta dirigida por Jeremy Scott, cujo nome também está envolvido no documento judicial.

Veja mais: Katy Perry pra Moschino

Ele alega que o desenho em questão foi copiado de um mural que ele criou pra uma organização de arte em Detroit, incluindo sua assinatura, e em seguida sobreposto com outros graffitis feitos pela marca. Segundo Rime, ele não foi procurado em nenhum momento pela Moschino e se sentiu lesado também pelo fato de que o mesmo look está atrelado ao marketing da coleção, com Katy Perry como garota-propaganda, o que afeta sua credibilidade como grafiteiro. Ele pede que a Moschino pare de vender as roupas além, é claro, de uma indenização. A gente te mostra o vestido e o mural aqui na galeria – clica na foto pra abrir!

Tags:                      

Compartilhar