LVMH e Kering não vão contratar modelos “magras demais”

Divulgação
Anúncio da Gucci de pré primavera-verão 2016 foi banido por mostrar modelo magra demais
Anúncio da Gucci de pré primavera-verão 2016 foi banido por mostrar modelo magra demais

Depois da lei que proíbe magreza excessiva nas passarelas entrar em vigor na França em agosto deste ano, os dois maiores grupos que comandam grifes de luxo anunciam que não vão contratar modelos muito magras. Manequins de 34 pra baixo pras mulheres não vão fazer parte do casting das marcas, assim como menores de 16 anos representando adultos. 

Veja também: Quem ficou (e quem voltou) pra Semana de Moda de NY

Em texto distribuído pra imprensa, a LVMH (de marcas como Louis Vuitton e Fendi) e a Kering (Gucci, Alexander McQueen entre outras) afirmam que têm responsabilidade em dar o primeiro passo na indústria em relação ao bem-estar desses profissionais. O acordo começa a valer nas próximas semanas de moda e um comitê interno vai ser responsável pelo monitoramento. 

Vincent Gallo na primavera-verão 2018 da YSL!

A iniciativa simboliza um avanço na quebra dos padrões de beleza após diversas críticas e polêmicas envolvendo o assunto. A própria Gucci, por exemplo, teve um anúncio banido acusado de apologia à anorexia no ano passado. Mas há de se salientar que tamanho 34 continua sendo muito pequeno, certo? A ver.

Tags:                    

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas