“Leia na minha camisa…”

20.10.2016

E será que quem começou tudo isso foi um moletom-slogan? Mais precisamente esse: Vetements outono-inverno 2016/17. Os fashionistas ficaram doidos!
E Prabal Gurung, nessa mesma temporada, é do time poético
Na primavera-verão 2017 de Ann Demeulemeester, outra pegada: bordadinho e dark
Outro estilista que vem usando frases em camisetas é Jeremy Scott na Moschino – olha essa!
Futuresex – um chamado pro bem bom ou um novo nome pro agênero? Na Paco Rabanne de primavera-verão 2017
Ainda em 2013, aqui no Brasil as declarações polêmicas do deputado Marcos Feliciano e da chamada bancada evangélica causavam – o estilista cearense Lindebergue Fernandes lançou essa camiseta com parte da renda revertida pra organização em defesa dos direitos LGBT
Passado recente: Vivienne Westwood tem feito camisetas-slogan há um tempo, sempre com as posições políticas que apoia. O legal é que a renda é revertida pras causas! Aqui, a própria Vivienne no centro, no backstage da primavera-verão 2013
Veganismo na Stella McCartney, claro: ela anuncia “Sem couro, sem pele”, pra quem ainda tinha dúvidas, na sua primavera-verão 2017
O Brasil também teve um surto de camiseta-slogan no começo dos anos 2000, lembra? Era a Forum! Virou hit total – na direita, a campanha com Rodrigo Santoro, um dos famosos que posou com essas peças
Nessa mesma temporada, Haider Ackermann pede silêncio
A Sacai entrega em sua nova coleção de primavera-verão 2017: moda é paixão!
Katharine é tão pop que foi parar no Wham!, a dupla dos anos 80 que contava com George Michael
Quando a gente fala de camiseta-slogan, não dá pra esquecer a referência-mor: Katharine Hamnett. Esse clique é de 1984 e a própria Katharine é a última à direita
E a marca fez toda uma reedição no seu último desfile!
Você lembra das camisetas da House of Holland? Essa era em homenagem ao Giles Deacon
A da primavera-verão 2017 da Ashish é mais poética
Na Dior, o primeiro desfile de uma estilista mulher na direção criativa (Maria Grazia Chiuri) inspirou a camiseta feminista nessa última temporada! Veja mais na galeria

Feminismo. Veganismo. Ou apenas um pouco de poesia. Ou até uma brincadeira! Mas ao que tudo indica, as pessoas têm tanto a dizer que não se bastam nos seus murais das redes sociais – as camisetas com palavras de ordem invadiram as passarelas da temporada internacional de primavera-verão 2017!

Confira a passarela feminista da Dior primavera-verão 2017

Pra quem não sabe, a 1ª que elevou a camiseta-slogan a um status de moda foi Katharine Hamnet, lá na década de 80. Ela era (e é) superpolítica e ao mesmo tempo superpop – uma das suas criações, que sempre traziam as frases em uma fonte simples e bem característica, já foi parar no corpinho de ninguém menos que George Michael, ainda na fase Wham!, acredita? Era a “Choose Life“. De lá pra cá, Katharine voltou a virar notícia pop recentemente quando Kanye West a apontou como uma de suas musas da moda. Que tal?

E a moda do underboob? Você encara? Saiba mais!

Mas antes disso, outro estilista também bebeu da fonte de Katharine à sua maneira. Henry Holland, da House of Holland, começou a ficar famoso com camisetas-slogan engraçadinhas que têm algumas regras: é sempre uma frase com rima, é sempre uma rima envolvendo algum nome da moda (de Kate Moss a Gareth Pugh), é sempre bem-humorada e é quase sempre em duas cores fortes e contrastantes! Holland já voltou a fazer mais dessas peças depois, mas nessa temporada ele estabeleceu um statement quando encerrou seu desfile em um batalhão de novos modelos que envolviam nomes novos como Kendall Jenner, Yeezy, Bella Hadid, Karlie Kloss e mais. Quer ver tudo? Clica na foto pra acessar a galeria!

Tags:                                        

Compartilhar