Histórico: 2018 traz a maior quantidade de negras nas capas de setembro

14.08.2018

As edições de setembro de revistas de moda do exterior ganharam fama e até um documentário, o “The September Issue” de 2009, que trata da “Vogue” América e sua equipe, incluindo Anna Wintour e a então diretora de moda Grace Coddington. É que elas trazem os lançamentos de outono-inverno do ano e costumam ser recheadíssimas de conteúdo e anúncio. Quase 10 anos depois desse longa e muito tempo depois da existência das revistas de moda em si, 2018 é um ano histórico: o primeiro em que as “Vogues” América, UK e Paris, pra nomear apenas alguns títulos, trazem mulheres negras ao mesmo tempo em suas capas de setembro. Isso não deveria ser notícia mas ainda é – o número de capas de moda com negras ao redor do mundo é pequeno mas parece que a situação vem mudando… 

Clica aqui pra saber mais sobre Beyoncé na “Vogue” América

Mas não é só: além de Beyoncé, Rihanna e Naomi Campbell, outras artistas e modelos negras estão em capas de outras revistas em setembro, ou das edições de outono-inverno 2018/19 no caso de publicações que não são mensais. Viva! Naomi, que foi a primeira negra a aparecer em uma capa da “Vogue” Paris há 30 anos, está na mesma revista agora (outros ícones estampam outras capas da mesma edição, como Kate Moss e Christy Turlington) e também em uma das capas da “Love Magazine” dividindo a cena com Adwoa Aboah, e na capa da “Essence“. Mais? Zendaya está na “Marie Claire” americana; Tracee Ellis Ross está na “Elle” Canadá; “Porter” traz Lupita Nyong’o; Laura Harrier está na “Flaunt“; Ruth Negga é a estrela da “Marie Claire” inglesa; Slick Woods posa na capa da “Elle” UK; Tiffany Haddish é a capa da “Glamour” americana. Quem dá mais? Ah, e entre homens negros, tem Jaden Smith pra “Dazed“! Confira na galeria – e vamos torcer pra que isso se torne uma prática!

Tags:                                                  

Compartilhar