Gucci é acusada de “blackface”, vem entender!

09.02.2019

A Gucci passou por um problema grave que rendeu muito nas redes sociais. Um suéter anunciado no site que também estava à venda em lojas físicas foi acusado de blackface, reforçando um estereótipo que a causa negra tanto luta pra desconstruir. E não deu outra: a marca acabou se retratando depois da repercussão e retirou a peça de circulação. A grife italiana alegou que estão “completamente comprometidos a aumentar a diversidade” dentro da marca. Veja fotos da peça clicando na galeria e leia o pedido de desculpas completo abaixo.

Vem ver: Prada é acusada de blackface com bonequinhos

“A Gucci se desculpa profundamente pela ofensa causada pelo suéter de  com balaclava. Podemos assegurar que o item foi imediatamente removido de nossa loja online e todas as lojas físicas. Nós consideramos a diversidade um valor fundamental a ser completamente reforçado, respeitado, e necessário na linha de frente de todas as decisões que tomamos. Estamos totalmente comprometidos em aumentar a diversidade por toda nossa companhia e tornar esse incidente um poderoso momento de aprendizado pro time Gucci e além.” 

Esse é o suéter tipo balaclava que foi acusado de blackface, veja mais
Blackface se refere à prática de reproduzir o negro e sua pele de forma estereotipada e racista
A peça da Gucci cobre parte do rosto com tecido preto e traz o desenho de lábios exageradamente grandes

Tags:                                              

Compartilhar