Categorias: Fashionteca

No Brás só dá Índia

13.03.2009

Estampas e patchworks na Il Shin

Não adianta, a Índia realmente caiu no gosto do povo. Primeiro foi a novela das oito da TV Globo “Caminho das Índias” e seu figurino escândalo assinado por Emília Duncan; depois veio o Oscar coroando uma produção ambientada em Mumbai – “Quem quer ser um milionário?” levou 8 estatuetas, incluindo a de Melhor Filme; por fim, John Galliano, da Dior, apresentou na temporada de outono-inverno 2009/10 da Semana de Moda de Paris uma coleção fortemente inspirada nas cores e formas dos trajes hindus.

O mais interessante é que bem antes da grife francesa voltar seus olhinhos para o país, uma outra ponta da cadeia de moda já mostrava essa tendência em suas vitrines. No Brás, palavras como sári, punjabi e bindi já são mais que conhecidas na boca dos vendedores.

Patrícia Cristal investe em caftãs para elas e tunicas para eles

Blog LP deu uma volta no Mega Polo Moda, maior centro atacadista de SP, e conferiu o que logo mais estará nas lojas de todo o país. O maior hit? As batas, peças confortáveis, fáceis de serem usadas e com inúmeras opções de tamanhos e cores. “A gente não vai usar o que está na novela, não dá pra sair de sári pela rua, né? A mulher tem que estar adequada e a bata é uma peça com essa cara Índia, sem parecer fantasia”, explica Claúdia Rocha, gerente da Il Shin. Já a Collins investe nas calças saruel, aquela de gancho deslocado para baixo. “Tem em viscose, cetim, alfaiataria… Mas já foi tudo vendido. O que sobrou foi um pouco das blusas com estampas orientais”, conta uma das vendedoras da loja.

As batas da Squire

Na Patrícia Cristal, a loja toda respira Índia: as vendedoras usam o bindi, aquele terceiro olho na testa, o ambiente tem cheiro de incenso e a decoração é cheia de referências orientais. Foi lá que encontramos um dos acessórios mais pedidos no figurino da TV Globo, usado por Maya (Juliana Paes): o brinco com a haste que corre ao longo da parte da frente da orelha! Isso sem falar nos brincos com mandalas vazadas e nas túnicas para meninos. “Não adianta fashionista ir para a Europa caçar tendência, se a Globo lança uma blusa roxa com bolas amarelas. É isso que vai pegar”, defende Rodrigo Vieira, supervisor de vendas da Patrícia Cristal. Como afirma Emília Duncan, figurinista da trama escrita por Glória Perez, “o vestuário indiano é um presente para os sentidos, uma profusão de cores. Para quem gosta de indumentária, é como beber na fonte”. Você gosta? Se joga!

O brinco da Maya na orelha de uma das vendedoras da Patrícia Cristal

Fotos: Mariana Maltoni

Tags:          

Compartilhar