Morre a Madame Carven

08.06.2015

Morre aos 105 anos Madame Carven, a fundadora da marca que leva seu nome, neste 8/06 em Paris. Marie-Louise, ou Carmen de Tommaso, seu nome de batismo – Carven é o resultado da junção de Carmen com Boyriven, sobrenome de uma tia que a introduziu na alta-costura -, fundou a etiqueta em 1945 pra vestir mulheres tão baixinhas quanto ela com formas simples pro pós-guerra.

Era jetsetter muito antes das marcas francesas cruzarem o mundo pra fazer desfiles e suas viagens inspiravam as coleções e vice-versa. Curiosidade: ela patenteou a criação do sutiã do tipo push-up, tão comum hoje em dia!

Saiba mais: quem são os novos estilistas da Carven?

Mas o que fez da marca um sucesso internacional foram os perfumes, com o Vétiver como grande ícone, que hoje é vendido em nova roupagem depois de um bom tempo de esquecimento da marca – só a fragrância se manteve no mercado e mesmo assim com muita pirataria envolvida. Desde 2008 a história mudou, com a compra da maison pelo grupo Société Béranger, que contratou Guillaume Henry como estilista. Ele renovou totalmente a imagem da Carven e tornou a marca a queridinha das it girls na Europa. Hoje quem se prepara pra desfilar a primeira coleção na Carven é a dupla Alexis Martial e Adrien Caillaudaud, substituindo Henry que foi pra Nina Ricci.

Marie-Louise foi uma mecenas da arte na França especialmente depois de seu casamento com René Grog, um colecionador de antiguidades. Juntos eles doaram uma coleção de objetos decorativos do século 18 pro Louvre. Em 2001 ela doou todo o acervo da marca que criou pro museu Galliera em Paris e, em 2009, quando completou 100 anos – ela se aposentou aos 84 -, recebeu do governo francês o título de comendadora da Ordem Nacional da Legião de Honra. Clica na foto acima pra saber mais!

Tags:                    

Compartilhar