Categorias: Fashionteca

As mais elegantes – e as menos também

01.05.2011

A roupa da dama de honra Philippa Middleton, irmã de Kate, se mimetizou à da noiva em versão mais básica, também criada por Sarah Burton para Alexander McQueen. Bonitinha e moderna, Pippa logo atraiu a atenção de Harry, irmão de William na sacada de Buckingham. Gossips à parte, a família Middleton representou os plebeus com dignidade e sofisticação, incluindo a mãe Carole com seu modelo azul-claro de Catherine Walker, que era uma das preferidas de Diana.

Hugo Burnand/Divulgação

Image 1 of 11

A família real reunida com os Middleton

A rainha Elizabeth surgiu solar, lembrando a todos que é a dona do pedaço, no modelo de crepe de lã amarelo com raios do astro-rei emoldurando seu rosto, feito pela costureira oficial Angela Kelly. Como sempre tudo do mesmo tom: vestido e chapéu. A rainha é a tendência do color blocking em pessoa. Aliás, color blocking – ou look monocromático total – é o que mais se viu entre as mulheres convidadas. Em geral, as roupas são mais clássicas e limpas, como tailleurs ou vestidos curtos usados com casaco no mesmo comprimento. A atenção vai para as cabeças. Os ingleses adoram um chapéu ou um fascinator – aquele arranjo de cabelo preso por fivela ou tiara. 90% das convidadas capricharam no acessório. Uma das poucas exceções foi Samanta Cameron, mulher do primeiro-ministro David Cameron. Mas ela representou bem o poder inglês com seu vestido Burberry verde-esmeralda que, dizem, já está esgotado no Net-a-Porter. Victoria Beckham representou bem as celebs com vestido marinho de sua própria coleção, mais solto pra acomodar a barriga da 4ª gravidez, chapéu Philip Treacy, sapato Christian Louboutin customizado para ela e seu lindo marido David Beckham de fraque Ralph Lauren a seu lado. A cantora Joss Stone, que ficou amiga dos príncipes William e Harry quando cantou no concerto em homenagem à Diana, estava meiga de vermelho. Charlene Wittstock, de Giorgio Armani, representou bem os esportistas (ela é nadadora olímpica) e até a realeza –à qual ela vai pertencer a partir de julho, quando se casa com o príncipe Albert 2º de Mônaco.

Mas todo conto de fadas precisa de um lado B. Enquanto as primas Zara Phillips (de Paul Costelloe) e as gêmeas Lady Eliza e Lady Kitty mandaram bem, as primas Beatrice e Eugenie pareciam as irmãs malvadas da Cinderela. E até Chelsy Davy, a eterna namorada do príncipe Harry (eles vivem terminando e voltando), não foi bem em seu verde-água Alberta Ferretti. Mas nesta história digna dos irmãos Grimm, ninguém encarna melhor o papel da madrasta do que Camilla Parker Bowles, a atual de Charles. Diana tem muitos motivos pra se revirar de alegria hoje…

Lilian Pacce, especial para o jornal “O Estado de S.Paulo” no dia 30/04/2011

Tags:                                                                            

Compartilhar