Duplas da moda: de Dolce & Gabbana à Neon!

06.05.2013

Editorial de moda internacional na edição em homenagem à Regina Guerreiro da “ffwMag!”, com edição de moda de Flavia e Davi
Nem fotográfos, nem estilistas: Flavia Pommianosky e Davi Ramos é a dupla de stylists por trás de vários editoriais brasileiros. Os dois trabalham juntos há mais de 15 anos, tendo em seu portfólio campanhas pra Blue Man e Colcci e styling dos desfiles de Adriana Degreas e Acquastudio, além de editoriais pra “ffwMag!”, “Harper’s Bazaar” Brasil, “Vogue” Brasil e “L’Officiel” Brasil
O sucesso veio com o editorial acima, publicado na “The Face” em 1994. O trabalho deles costuma dialogar com moda e arte, sendo exibido em vários museus
Os holandeses Inez van Lamsweerde e Vinoodh Matadin começaram a trabalhar juntos em 1986, apesar de terem se conhecido anos antes, enquanto estudavam na Academia de Artes em Amsterdã. O sucesso só chegou no anos 90, com o avanço da manipulação digital de imagens – marca registrada da dupla. O trabalho deles constantemente dialoga com a arte, tendo o trabalho exposto em lugares como a White Cube, em Londres, e a 53ª Bienal de Veneza
Acima, detalhe do retrato da artista Leila Arab publicado na “Dazed & Confused” em 1996
A dupla Mert Alas e Marcus Piggott, conhecida apenas como “Mert & Marcus”, já foram namorados… Os fotógrafos se conheceram na Inglaterra em 1994, apesar de Mert ser turco e Marcus, galês. Após trabalharem em áreas como música clássica e design gráfico, começaram a fotografar. Ficaram famosos ao mostrarem suas primeiras fotos pra revista “Dazed & Confused” – onde já emendaram a 1ª capa. São conhecidos por retratar mulheres poderosíssimas, inspirados no fotógrafo Guy Bourdin. Além de fotografar, eles também dirigem: o clipe de “Girl Gone Wild”, da Madonna, é deles!
O 1º desfile no SPFW, durante o outono-inverno 2008; no meio, look da primavera-verão 2013/14, com inspiração nas sereias; e à direita, look da primavera-verão 2011/12
Pitty Taliani e Carô Gold se conheceram na casa do Dudu Bertholini, da Neon. Antes, Pitty fazia camisetas e Carô produzia figurino. A 1ª coleção veio de tecidos antigos da Formatex e já foi apresentada direto em desfile, no Amni HotSpot – isso em 2008! Depois disso, a dupla seguiu pro SPFW
E olha as estampas aí! Acima, primavera-verão 2012, quadriculada no outono-inverno 2011/12 e étnica no outono-inverno 2010/11 da marca
Também especialista em estampa digital: a dupla anglo-brasileira Basso & Brooke! A 1ª peça estampada digitalmente, inclusive, faz parte do acervo do MET… Bruno Basso é o brasileiro (nascido em Santos) e Christopher Brooke, o inglês. Eles se conheceram em 2001, e a 1ª coleção veio em 2004 – a dupla ganhou o Fashion Fringe, concurso pra novos estilistas no Reino Unido. Desde então, já vestiram Michelle Obama e Tim Blanks (então editor do Style.com) os descreveu como “a Pixar do mundo das estampas”
A febre da marca se deu mesmo pelas estampas digitais… Acima, o 1º desfile na Semana de Moda de Londres na primavera-verão 2009, look da 1ª coleção de pré primavera-verão da dupla e detalhe da última coleção apresentada, de outono-inverno 2013/14
Sabia que a Peter Pilotto é formada por uma dupla? Peter Pilotto e Christopher de Vos se conheceram em 2000, enquanto estudavam na Antuérpia, na Royal Academy of Fine Arts. Pilotto foca nas estampas e nos tecidos, já De Vos é o responsável pela modelagem. A dupla estreou na Semana de Moda de Londres em 2009, mesmo ano em que ganharam o prêmio British Fashion Council. Já assinaram uma parceria com a Kipling e suas criações são facilmente reconhecidas no tapete vermelho
A estreia dos dois na passarela da Semana de Moda de NY, na temporada de outono-inverno 2003/04; o verão 2013 da dupla, que tinha como inspiração o Tumblr; e sua última coleção, de outono-inverno 2013/14
Jack McCollough and Lazaro Hernandez são os nomes por trás da Proenza Schouler. Fundada em 2002 logo após se formarem na Parson’s School of Design – a coleção de formatura deles foi, inclusive, inteira comprada pela Barney’s – os 2 já ganharam duas vezes o prêmio de estilista do ano pelo CFDA. A marca americana se tornou um dos principais nomes da Semana de Moda de NY, com seu estilo street de luxo, a mistura de silhuetas femininas e masculinas, texturas e influências artsy. O processo criativo funciona com cada um trazendo suas referências: obras de arte, tecidos, ideias
A estreia da marca na Semana de Moda de NY, no outono-inverno 2010/11; cartela leve na primavera-verão 2012; e sua última coleção, de outono-inverno 2013/14
Mary-Kate e Ashley Olsen, criadoras da The Row, ex-atrizes, atualmente estilistas. A marca começou em 2006, com o seguinte desafio: criar a camiseta perfeita. A partir daí, a etiqueta se expandiu. Hoje o mix de produto conta com coleção completa de prêt-à-porter, óculos e bolsas – provando que a febre das “celebridades que viraram estilistas” pode render bons frutos
A marca gosta de caricaturas e não tem medo de ousar na passarela. Acima, modelo desfila com cigarro no outono-inverno 2012/13, look fetiche na primavera-verão 2009, e Freja Beha com copo de Starbucks na mão no outono-inverno 2008/09
Os gêmeos Dean e Dan Caten, da Dsquared2, nasceram no Canadá em 1964. Se mudaram pra NY pra estudar na Parsons e, antes de fundarem a marca atual em 1994, trabalharam com Gianne Versace e na Diesel. Em 1986, fundaram a 1ª marca, DeaANDan – que durou até 1988. Após isso, se mudaram pra Milão e focaram na Dsquared2, primeiramente só masculina. O 1º desfile feminino aconteceu em 2003 durante a Semana de Moda de Milão, do qual eles participam até hoje
A estreia da Rodarte na Semana de Moda de NY, na primavera-verão 2006; look do verão 2013; e o sexy segundo o olhar dar irmãs Mulleavy no outono-inverno 2013/14
Kate e Laura Mulleavy, as irmãs da Rodarte, criaram a marca em 2005, começando a desfilar na Semana de Moda de NY na temporada de primavera-verão 2006. Elas conseguiram grande exposição da mídia após enviarem protótipos de sua 1ª coleção ao “WWD”, que as colocou na manchete – depois disso, Anna Wintour as levou pras páginas da “Vogue” América e todo mundo se interessou por elas. Formadas em história da arte e letras, respectivamente, suas criações são famosas pelo lado conceitual, quase sempre inspiradas por filmes de terror (uma fixação das duas)
Cores na estreia de Carol e Humberto na Kenzoi, na temporada de primavera-verão 2012; o moletom-hit do outono-inverno 2012/13; e sua última coleção apresentada na Semana de Moda de Paris, de outono-inverno 2013/14
Quando se conheceram na Universidade da Califórnia, Humberto Leon e Carol Lim se identificaram na hora e começaram a trabalhar juntos. Em 2002, então, eles criaram a Opening Ceremony, que começou em NY, e tem uma cara jovem e moderninha, cheia de referências pop, cores e com foco no streetwear. Devido ao sucesso que fizeram com sua etiqueta – e várias parcerias com outras grifes – os dois foram convidados pra assumir a direção criativa da Kenzo, depois de um período em que grife andava longe dos holofotes. Eles estrearam com a coleção de verão 2012 e foi aí que começou a “febre Kenzo”, com sucesso de crítica e vendas!
A estreia da marca no SPFW, com o outono-inverno 2005; desfile na piscina na primavera-verão 2010/11; e a última coleção, de verão 2013/14
Rita Comparato e Dudu Bertholini se conheceram na Faculdade Santa Marcelina e, assim que se formaram, criaram a Neon, que começou com maiôs em 2003. Depois, começaram a vender suas peças na loja de Patricia Field e a desenvolver estampas, que se tornaram o grande diferencial da etiqueta, junto com os desfiles dramáticos e criações coloridíssimas
“Russian Doll”, desfile-performance da alta-costura de Viktor & Rolf no outono-inverno 1999/2000, onde os estilistas iam sobrepondo todas as peças em um única modelo, como uma “boneca russa ao contrário”; a coleção de tule cortados à laser na primavera-verão 2010; e a última apresentação do prêt-à-porter em Paris, de inverno 2013/14
Viktor Horsting e Rolf Snoeren são os holandeses que criaram a Viktor & Rolf, em 1993. A partir daí, eles começaram a mostrar suas peças em galerias e museus, fora do circuito tradicional da moda. Foi então que em 1998 decidiram apresentar sua primeira coleção de alta-costura, em Paris, e em 2000 mudaram pro prêt-à-porter. São conhecidos por suas apresentações performáticas e pela pegada artsy de suas criações
Look da estreia de Maria e Pierpaolo, com a coleção de alta-costura primavera-verão 2009; renda e transparência na alta-costura primavera-verão 2011; e vestido plissado de sua última coleção, do prêt-à-porter outono-inverno 2013/14
Pierpaolo Piccioli e Maria Grazia Chiuri estão no comando da Valentino desde 2008. Eles começaram na Fendi, em 1989, no departamento de acessórios e criaram a famosa Baguette! De lá pra cá, modernizaram os códigos da Valentino com looks românticos, vestidos vermelhos, bordados, laços e babados. São famosos por misturar elementos clássicos e modernos, com rendas e tachas. Os acessórios continuam sendo um sucesso: já reparou nos sapatos e bolsas das fashionistas nas Semanas de Moda?
A marca aposta no barroco italiano e sempre acerta nas estampas. Acima, as estrelas do outono-inverno 2010/11 (em look desfilado pela Isabeli Fontana), as Madonnas de vermelho do outono-inverno 2012/13 e Gisele Bündchen desfilando rendas na primavera-verão 2002
Stefano Gabbana e Domenico Dolce se conheceram em 1980 e, 5 anos depois, fundaram a Dolce & Gabbana, em Milão. A marca foca sempre nas raízes italianas (Gabbana nasceu em Veneza e Dolce, na Sicília), utilizando muitas listras, corsets e detalhes feitos à mão. Uma mulher sempre muito sexy! Madonna, Sophia Loren e Laetitia Casta são algumas das celebridades que adoram a marca… Chegaram a ter uma linha mais jovem, a “D&G”, fechada em 2011 pra manter o foco na marca principal e, em 2012, iniciaram a Dolce & Gabbana Alta Moda, de alta-costura. Apesar de serem acusados de sonegação de impostos em 2009 (num processo que dura até hoje), a marca emprega mais de 3 mil funcionários e a dupla entrou pra lista de bilionários em 2013
Conhece as duplas da moda brasileira e internacional? A gente conta quem são aqui – é só clicar na foto! Entre eles, os stylists Flavia e Davi, que assinam a edição de moda do editorial acima

No desfile de primavera-verão 2013 da Louis Vuitton, o estilista da marca, Marc Jacobs, mandou as modelos pra passarela sempre em duas, uma do ladinho da outra. A partir daí, as duplas viraram febre na moda em outros desfiles – como no outono-inverno 2013/14 da Versace e Adriana Degreas em seu verão 2013/14 – editoriais e campanhas.

Conheça os principais nomes do styling internacional aqui

Mas não é de hoje que no mundo da moda pessoas trabalham com um parceiro fiel. Seja como a Dolce & Gabbana, que construiu um império juntos; as irmãs Mulleavy, estilistas da Rodarte; ou os amigos Rita Comparato e Dudu Bertholini, que criaram a Neon há 10 anos. A ideia geral é o famoso “duas cabeças pensam melhor que uma”, e o par pode equilibrar defeitos e potencializar qualidades um do outro. Na galeria a gente conta um pouco mais sobre a história deles e de muitos mais – clica na foto!

Tags:                                                                  

Compartilhar