Etro sofre processo por casos de discriminação

Divulgação
Etro está sendo processada!
Etro está sendo processada!

A grife italiana Etro está sendo processada pela ex-diretora de RH por décadas de discriminação racial, etária e de gênero. A informação é do “The Fashion Law“, que revela trechos preocupantes da queixa oficial apresentada na corte estadual de NY.

Clique e confira: Diet Prada das Artes!

O nome da ex-funcionária é Kim Weiner e ela trabalhava no braço norte-americano da marca – a Etro USA – desde 2005, sendo demitida em junho desse ano. Segundo ela, “a marca retaliou, assediou e despediu funcionários da empresa com base apenas em sua idade, origem étnica, sexo ou necessidades especiais”. Outro trecho: “Embora a Etro apoiasse publicamente as causas das mulheres pra promover sua marca, incluindo organizações com o objetivo de acabar com a discriminação baseada em gênero, [ela] observou que as funcionárias da Etro USA recebiam menos do que homens em cargos correspondentes”. Eita!

Viu essa? O novo estilista da Nina Ricci é… uma dupla!

Levando tudo isso em consideração, Weiner apresenta em sua queixa oficial alegações de violações de Direitos Humanos do Estado de Nova York e quebra de contrato empregatício. Ela busca “indenizações compensatórias, incluindo danos por salários perdidos, benefícios e estresse emocional”. O valor é algo em torno de US$ 25.000 (R$ 103.850). A Etro ainda não se pronunciou oficialmente. Qual é a sua opinião sobre o caso? Conta pra gente nos comentários!

Tags:                          

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Últimas