Biquíni novo pro verão: Chapéu Beachwear!

16.01.2015

Curtiu? Vai lá!
Eles fazem parte do universo de referências dos estilistas
E ela é recheada de livros de arte e fotografia
A loja, localizada na Vila Madalena, foi inaugurada há um ano!
Hits da marca: o top frente única, a hot pant e os modelos com tule!
A faixa de preço fica entre R$ 200 a R$ 220 reais!
Todos os modelos são reguláveis e se ajustam a vários tipo de corpo!
As estampas dessa coleção foram feitas à mão, com tinta à óleo e aquarela
“Quem vem aqui até encontra modelos mais tradicionais, mas com certeza vem pelas peças diferentes”, conta Talita
A marca começou com guarda-sóis estampados e depois acabou se transformando em marca de moda praia!
A Chapéu existe há 5 anos, e foi criada por Talita de Araujo Carvalho e Pablo Noronha
Vem conhecer a Chapéu – clica!

Já comprou seu biquíni pro verão? Pro feriado do Carnaval? Pra piscina, pra ficar em casa tentando espantar o calor, enfim? Blog LP te apresenta uma série de marcas pra você atualizar seu guarda-roupa de praia! A 1ª é a Chapéu Beachwear, de SP, criada por Pablo Noronha e da Talita de Araújo Carvalho: a etiqueta, que antes era especializada em guarda-sóis estampados, agora faz sucesso com modelos diferentes e descolados! Quer saber mais? Confere a entrevista com a Talita e depois clica na galeria!

Conta um pouco da história da Chapéu!
A Chapéu existe há 5 anos. Conheci o Pablo, meu sócio, na faculdade de Design Gráfico da ESPM e fazíamos vários freelas de estamparia pra fora. Então, começamos a estampar guarda-sóis e vender pros amigos – e eles fizeram sucesso! Um dia, fizemos uma venda grande e decidimos que era hora de profissionalizar o negócio. Do guarda-sol passamos pro biquíni, e foi natural porque sempre fui à praia, já era desse universo. Na Chapéu, eu e o Pablo fazemos um pouco de tudo, já que somos da área de criação. Por exemplo: as estampas da nova coleção foram desenhadas por ele, já na outra fui eu quem fiz!

Você enfrentou alguma dificuldade por ter uma marca de biquíni?
Tive todas as dificuldades, na verdade, porque comecei do zero! Nunca tive aquela coisa de familiar que era dono de oficina e ficava lá catando linha quando pequena – sempre tem essas histórias, né? (risos) Comigo não foi assim, aprendi na marra! Não entendia nada de moda, tecidos, modelagem. E trabalhar com lycra é bem complicado! O amadurecimento dos anos da marca foram necessários pra saber mexer com tudo! E sempre tem essa ideia de procurar o melhor tecido, a melhor impressão, caimento… A cada coleção melhoramos alguma coisa!

Qual é o diferencial da Chapéu?
Enquanto marcas pequenas querem ser grandes, a gente adora ser uma empresa pequena! Vendemos apenas no e-commerce, na loja física e em uma multimarcas no Rio chamada Avoid. É uma coisa mais exclusiva! Fazemos biquínis sob encomenda pra várias clientes e temos nossa oficina própria, com 3 costureiras, que fica na frente da loja. Logo, toda a produção é aqui!

Há quanto tempo a loja física existe?
A loja, que fica na Vila Madalena, existe há 1 ano e foi um divisor de águas. Quando você vende pra multimarca, não sabe como e pra quem o seu produto está sendo vendido. E na loja, além de fidelizar o público, a pessoa entra no universo que você cria, né? Então vendemos livros, acessórios e escolhemos a dedo com quem vamos trabalhar!

E quais marcas que vocês vendem na loja, além da própria Chapéu?
Trabalhamos com a Luiza Dias, Maria Striker, VA Joias e a Zerezes, de óculos. Agora trouxemos a Futah, que é uma marca de cangas de Portugal!

Quem é o público de vocês?
Nosso público é muito distinto, são mulheres que vão de 18 a 35 anos. Quem vem aqui até encontra modelos mais tradicionais, mas com certeza vem pelas peças diferentes. Todos os nossos modelos são reguláveis, então se ajustam a vários tipos de corpo. Como sou eu e o Pablo que atendemos aqui na loja, temos contato direto com o consumidor e sabemos o que ele quer!

São quantos modelos por coleção? E qual é a faixa de preço?
Já fizemos umas 6 coleções, essa tem 5 conjuntos de biquínis e 5 de maiôs. A faixa de preço é de R$ 200 a R$ 220 reais!

Quais são suas referências e no que vocês se inspiram pra criar as estampas?
Nos inspiramos em muitos artistas, tanto que tem alguns que convidamos pra estampar nossos biquínis, como a Ana Iamana. As estampas dessa coleção foram feitas à mão, com tinta à óleo e aquarela. Estou muito ligada à fotografia e arte e na loja também vendemos vários livros que fazem parte das nossas referências. [O blog da marca é superbacana – vale o clique!]

Quais são as peças mais vendidas?
Tem um top frente única que fez sucesso! Quando criei, fiquei com um pouco de receio pois é um modelo fechado na frente, mas as clientes adoraram! Tem também a hot pant e os modelos com tule e transparência, que venderam bastante! Muitas pessoas usam nossos biquínis como lingerie ou roupa pra sair.

Chapéu Beachwear: (11) 3501-1958

Tags:                              

Compartilhar