Biquíni novo pro verão: Galpão51

27.01.2015

“Pesquisamos muito em relação a cores, mas os biquínis australianos nos deixam com água na boca!”
A faixa de preço varia de R$ 110 a R$ 150 nos biquínis tie-dye e as peças de crochê vão de R$ 150 a R$ 250
O RJ é fonte de inspiração pra Galpão51
“Por ser artesanal, nenhum tingimento (tie-dye) é igual ao outro e cada peça é unica! Não é preciso se preocupar em encontrar alguém com o mesmo biquíni ou estampa na praia”
O biquíni frufru é hit da marca!
Você pode encontrar a Galpão51 em vários pontos do RJ, pelo site e mensalmente em bazares no Jardim Botânico
O ateliê da marca fica num galpão, no número 51 – daí surgiu o nome!
“Minha mãe sempre trabalhou no ramo da moda fazendo desenvolvimento de estampas e tingimentos. Um dia peguei alguns biquínis meus e pedi pra ela tingir – e todas minhas amigas adoraram as peças! Começamos assim, produzindo em pequena escala pra amigas” conta Maria
Vem conhecer o tie-dye da Galpão51 – clica!

Tá procurando um biquíni diferente pra ir à praia? Então você tem que conhecer a Galpão51! A etiqueta carioca, criada há pouco mais de um ano, aposta em peças artesanais com tingimento tie-dye – então nenhum modelo é igual ao outro! Blog LP conversou com Maria Lara Belfort, criadora da marca, pra saber mais – confere a entrevista e depois clica na galeria!

Veja também: a moda praia alternativa da Helmet Clothing

Como a Galpão51 começou?
Minha mãe sempre trabalhou no ramo da moda, com desenvolvimento de estampas e tingimentos. Um dia peguei alguns biquínis meus e pedi pra ela tingir – e todas minhas amigas adoraram as peças! Começamos assim, produzindo em pequena escala pra amigas. Criei a marca há pouco mais de um ano e o nome Galpão51 se deve ao local do ateliê, que era um galpão no número 51 da rua. Sou carioca apaixonada por praia e, apesar do meu envolvimento com a moda, curso engenharia química na PUC-Rio.

Onde podemos encontrar as peças da marca?
Temos alguns pontos de venda no Rio: no Leblon, na loja Caravana Holiday; em Ipanema na Bigamia; nas lojas Garimppo; e recentemente na Qguai. Também vendemos pelo site e mensalmente realizamos bazares no Jardim Botânico.

Qual é a parte mais difícil de ter uma marca de moda praia?
A maior dificuldade encontrada foi achar mão-de-obra especializada. Possuímos uma pequena oficina onde desenvolvemos e produzimos as peças.

Veja também: de Santos pra outras praias!

Quem é o seu público?
Nosso público-alvo é principalmente jovem, mas a demanda vem de todas as faixas de idade. É a mulher que busca um diferencial e exclusividade.

Qual é a faixa de preço dos biquínis?
A faixa de preço varia de R$ 110 a R$ 150 nos biquínis tie-dye. As peças de crochê vão de R$ 150 a R$ 250.

Veja também: biquíni de tirar o chapéu!

Quais são suas inspirações e referências pra criar as coleções?
O Rio é uma fonte de inspiração! Buscamos formar combinações de cores que representem tudo que amamos, como a natureza, o mar, o pôr-do-sol…

O que o seu biquíni tem que mais nenhum tem?
Por ser artesanal, nenhum tingimento (tie-dye) é igual ao outro – e cada peça é unica! Não é preciso se preocupar com a possibilidade de encontrar alguém com o mesmo biquíni ou estampa na praia.

Tem alguma marca de beachwear em que você se inspira ou que é referência pra você?
Pesquisamos muito em relação a cores, mas os biquínis australianos nos deixam com água na boca!

Qual é o modelo queridinho das clientes?
O nosso biquíni frufru!

Qual é a dica da Galpão51 pra encontrar o biquíni perfeito?
O modelo perfeito é aquele que valoriza suas curvas e ainda assim é confortável!

Galpão51: (21) 99156-0368

Tags:                  

Compartilhar