Categorias: Moda Modelos

Balenciaga e outras marcas são acusadas de maus-tratos com modelos

02.03.2017

Essa foi a publicação de James Scully no Instagram que diz: “Você é dono de tudo que aconteceu com você. Conta suas histórias. Se as pessoas queriam que você escrevesse mais carinhosamente sobre elas, elas deviam ter se comportado melhor.” E aí?

Em pleno século 21 a moda ainda se vê às voltas com maus-tratos de modelos, denunciados pelo agente James Scully que no ano passado fez uma palestra no evento Business of Fashion Voices” condenando as marcas que abusavam delas e prometendo ser a voz dessas meninas.

Veja também: As brasileiras do desfile da Dolce & Gabbana

No domingo (26/02), ele postou uma foto em sua conta do Instagram contando que escutou de modelos da Balenciaga que a marca fez 150 meninas esperarem em uma escada por mais de três horas pra serem avaliadas e escolhidas pro desfile, e durante esse tempo ainda saíram pra almoçar deixando-as trancadas no escuro. Muitas cancelaram seus contratos com a própria Balenciaga depois disso, além de outras marcas como Elie Saab e Hermès – também acusadas em outros casos não especificados. Além disso, o agente ouviu de colegas que trabalharam pra Lanvin que a marca fez um pedido pra que não mandassem modelos negras pra fazer parte do casting. 

Confira: Tribo Masai e seu direito de propriedade intelectual na moda

A publicação de Scully alcançou tanta gente que a Balenciaga se pronunciou pedindo desculpas pelo acontecido e dizendo que rompeu com os profissionais que trataram as modelos de forma inadequada. O que o agente pede é que qualquer um que saiba de casos como esses compartilhem as histórias diretamente com ele pra que possam ser denunciadas em suas redes sociais! Vamos ficar de olho também!

Tags:                        

Compartilhar