Baby está de volta!

06.12.2012

E finalmente o “Um”, quando ela se rebatiza Baby do Brasil e posa nua na capa, com os cabelos pretos
“Ora Pro Nobis”, em 1991, ainda com uma mecha vermelha
“Sem Pecado e Sem Juízo”, de 1985
“Kryshna Baby”, quando ela e Pepeu foram barrados na Disneylândia e fizeram uma música sobre isso!
“Cósmica”, em 1982! O álbum também trazia “Emília, a Boneca Gente”
Um pouquinho antes dela virar…
“Canceriana Telúrica” em 1981
“Pra enlouquecer” com os filhos na capa e “Menino do Rio” no recheio!
Um compacto da fase mais hippie da cantora
O primeiro de Baby, “O Que Vier Eu Traço”, de 1978

Rá! Ex-Baby Consuelo e agora Baby do Brasil, uma das vozes mais incríveis do país ocupa a lona do Circo Voador nessa sexta-feira, 7/12, pra fazer um show com todos seus hits dirigido pelo filho Pedro Baby, dando um tempo na fase “popstora” gospel. O resgate da obra da cantora é o máximo – Blog LP adora, e não só por causa das músicas! Baby, assim como Ney Matogrosso e outros artistas brasileiros, foi transgressora inclusive visualmente: pintava o cabelo com mechas pink, usava maquiagens futuristas, esmaltes de cor diferente… Se hoje em dia isso é pop, lá na década de 80 pouquíssima gente ousaria subir tão exótica num palco, quanto mais na rua! De hippie nova baiana à look glam new wave com sucessos radiofônicos: agora a gente torce pra que essa volta não se resuma a alguns shows. Em homenagem, coletamos algumas imagens de discos da carreira da cantora na galeria – confira clicando na foto!

Tags:                

Compartilhar