A agência nega culpa no caso de modelo de 14 anos que morreu

Reprodução
Vlada Dzyuba morreu após trabalhar 13 horas seguidas
Vlada Dzyuba morreu após trabalhar 13 horas seguidas

Após trabalhar 13 horas seguidas durante a Semana de Moda de Xangai, a modelo russa Vlada Dzyuba, de 14 anos, morreu por esgotamento de trabalho. A adolescente contraiu meningite crônica, que a levou ao coma minutos antes de fazer uma entrada na passarela do evento. 

Confira: modelo e ativista – Adwoa Aboah, o novo rosto da Marc Jacobs Beauty

Vlada estava trabalhando na China há 3 meses, não tinha seguro saúde e era pressionada a não procurar ajuda médica segundo o jornal “Daily Mail“. A agência chinesa declarou que “a maior parte do trabalho foi completada dentro das 8 horas previstas na lei. Além disso, sua carga de trabalho foi moderada em comparação a outros modelos”. A empresa está sendo investigada por denúncias de trabalho escravo

Veja também: Maye Musk é modelo e digital influencer aos 69 anos

A morte da jovem abre, mais uma vez, a discussão sobre o tratamento e as condições de trabalhos de modelos – outro caso recente foram os maus tratos nos castings da Balenciaga, Elie Saab e Hermés, lembra? Triste. 

Tags:            

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas