A “Vogue” coloca bastante mulher negra nas suas capas?

05.05.2019

O site “The Pudding” investigou as capas da revista americana “Vogue” por 19 anos, um total de 228 edições e 262 modelos femininas, pra apurar quantas trouxeram mulheres de tom de pele mais escuro. Como a metodologia é informatizada, ela pega matizes de cor mesmo, automaticamente.

Olha isso: Crianças da Escola Vidigal criam para a Le Lis Blanc!

Os resultados são chocantes: nas capas das 5 com a pele negra de tom mais escuro, 3 são a mesma pessoa, Lupita Nyong’o. De 2000 a 2005, de 81 edições, 3 eram com mulheres negras. O problema também chega nos fotógrafos: em 125 anos de publicações, o primeiro negro que fotografou uma capa foi Tyler Mitchell, clicando a cantora Beyoncé pra edição de setembro de 2018.

Vem ver – A nova colab da Adidas é com Alexander Wang

Problemas foram citados, como o tokenismo, prática de fazer apenas um esforço superficial ou simbólico pra parecer inclusivo, e o whitewashing, clareando a pele das negras com iluminação, filtro ou tratamento posterior de imagem. O que você acha? Será que a situação já está mudando?

O site americano “The Pudding” fez uma pesquisa pra ver quantas mulheres negras a “Vogue” já teve na capa. Vem ver!
De acordo com os resultados, nas capas das 5 modelos com a pele mais negra, 3 são a mesma pessoa. E apenas um fotógrafo negro fez uma capa até hoje!
Alguns problemas como o tokenismo e whitewashing foram citados. O que você acha?

Tags:                                      

Compartilhar