Vero: a rede social promete ou já é flop?

Divulgação
Vem entender tudo da nova rede social que pode crescer e ocupar o espaço de outras por aí...
Vem entender tudo da nova rede social que pode crescer e ocupar o espaço de outras por aí...

Afinal, o que é essa Vero que todo mundo está falando? Lançada em 2015, a rede social está bombando em 2018: é o 14º aplicativo mais baixado da App Store! Mas será que a gente vai deixar o Instagram pra ter o tão sonhado feed em ordem cronológica? Porque você sabe, né, o Insta mudou em 2016 usando algoritmos, que são tipo uma fórmula matemática – quanto mais você interage (curte, comenta, manda mensagem) com alguma arroba, mais o conteúdo dessa arroba aparece em primeiro lugar pra você.

Viu essa? Black Mirror da beleza: inovações na CES!
 

A Vero já surgiu com a ideia de mais autonomia. Pelo app você determina níveis de proximidade com as pessoas que você adiciona (entre amigo próximo, amigo, conhecido ou seguidor) e assim, quando compartilhar alguma coisa, pode escolher exatamente quem vai ver de acordo com esses grupos. E pra organizar as postagens, a Vero pré-definiu alguns temas: fotos e vídeos, filmes e séries, música, livros, lugares e links. Esse jeito de compartimentar as coisas deixou a gente com a impressão de que ela é uma rede social de referências e repertório – se você quiser sugestões de filmes pro fim de semana, por exemplo, tem como ver os que o pessoal da sua rede de amigos compartilhou e se inspirar! Legal, né? Outra vantagem: não tem espaço pra textão… A ideia é que o compartilhamento acompanhe só uma legenda curta, mesmo!

E tem mais: feed em ordem cronológica e nada de posts patrocinados! Mas pra rede se manter financeiramente, a promessa é de que o app passe a ser pago em algum momento – por enquanto e por tempo indeterminado, você ainda pode baixá-lo gratuitamente.

“Vogue” Paris mexe num vespeiro com o Gucci Challenge…

E infelizmente existe outro detalhe sobre o qual todo mundo está reclamando. Um dos criadores da Vero, Ayman Hariri, era vice-CEO de uma empresa que faliu em 2017 e que, segundo relatório da Reuters, deixou os funcionários (majoritariamente imigrantes) sem salários pagos, em condições deploráveis no meio do deserto. Em uma entrevista pra “Entrepreneur“, Hariri disse que não trabalhava mais na empresa quando tudo isso aconteceu. Mas tem quem afirme que papéis comprovam que seu desligamento só aconteceu depois. Também teve um outro babado nos termos de uso do aplicativo, que davam a entender que a Vero possui os direitos sobre tudo o que você postar (a equipe do app já reescreveu o texto e tirou as partes confusas no dia 23/02). Por conta disso tudo, a hashtag #DeleteVero foi pros Trending Topics – o que pode ter ajudado a tornar a plataforma mais popular por aí…

Independente disso, vale a pena baixar? Bom, existe a história de que, caso você faça um perfil e depois queira deletá-lo, o esquema é bem complicado: precisa mandar uma requisição pra eles! De qualquer forma, a redação aqui do site decidiu arriscar e está gostando. E você, vai tentar? Se for, corre antes que a gratuidade acabe!

Tags:            

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas