Roupinhas pra bebê com algodão orgânico!

07.04.2019

Cada vez mais o consumidor está atento a marcas com práticas sustentáveis e não é pra menos – a sustentabilidade deveria ser a base de todas as indústrias pra cuidar do nosso planeta! E no mercado da moda, que é um dos mais poluentes, é muito importante prestar atenção e entender da onde vem o produto que estamos comprando. Quando o assunto é bebês, não é diferente! Além de toda a questão ambiental, a pele da criança (que é mais fina e absorve muito mais que a de um adulto) vai ter menos contato com químicos se a peça for mais, digamos, “natural”. Pensando nisso, muitas marcas estão apostando em algodão orgânico!

10 marcas que estão fazendo jeans sustentável!

O cultivo desses algodões consome 91% menos água, emite 46% menos gases de efeito estufa, reduz em 70% as emissões responsáveis pela acidificação dos oceanos, diminui em 26% a eutrofização (excesso de nutrientes na água, o que leva a um aumento excessivo de algas) e usa 62% menos energia primária. As sementes, por não serem geneticamente modificadas, podem ser reaproveitadas após cada safra, replantadas ou dadas como ração pros animais. Por ser cultivado em locais livres de fertilizantes químicos, herbicidas, pesticidas e organismos geneticamente modificados, o algodão orgânico evita o adoecimento de cerca de 250 mil agricultores por ano, que seriam contaminados ao ficarem expostos aos venenos usados pra controle de pragas. E esses trabalhadores são melhores recompensados, devido às políticas de comércio justo e respeito às normas de produção e leis.

Follow já! Influenciadores sustentáveis pra inspirar novos hábitos

Tem também o algodão pima peruano, que tem qualidade semelhante ao algodão egípcio e é principalmente cultivado no Norte do Peru por pequenos agricultores locais e por colheita manual. Devido à condição do solo, semente e clima, esse algodão tem a fibra mais fina e mais longa (a de um algodão normal contém em média 19mm enquanto o pima possui 34mm) o que resulta em uma malha de algodão com brilho sedoso, toque supermacio e alta durabilidade. Sua variação, o algodão tanguis peruano, possui as mesmas características e é capaz de resistir a pragas!

Tudo que a Lilian acha sobre a Marie Kondo

A maioria das marcas que optam pelo algodão orgânico também possuem certificados como o Gots (Global Organic Textile Standard), que é a mais exigente norma sobre tendências têxteis sustentáveis em práticas ambientais e de comércio justo, e controla o uso de insumos ecológicos, que não comprometem os trabalhadores nem o consumidor final! Quer conhecer marcas de moda infantil que estão apostando nessa onda? É só clicar na foto!

Algodão Verde
Baby Pima
Cotton Cloud
Matiz
Melu
Timirim
Umam Brasil

Roupas superfofas e sustentáveis? Essa é a ideia da Timirim, que utiliza algodão orgânico e o pima peruano. Eles também divulgam como precificam suas peças e são certificados pelo Gots! Pra conhecer mais marcas com pegada sustentável é só clicar na foto!
A multimarcas Algodão Verde possui várias marcas legais que utilizam algodão orgânico, algodão pima peruano e algodão tanguis peruano
A Cotton Cloud existe há mais de 10 anos e faz roupinhas, enxoval e acessórios pra bebês utilizando algodão cru 100% orgânico (certificado) e algodão marrom que já nasce colorido na própria natureza! Eles são certificados pela Gots (Global Organic Textile Standard), que checa todos os estágios de processamento têxtil e da fibra ao produto acabado não só nos critérios ecológicos como também sociais. O outro certificado é pela RVA – Conselho de Acreditação Holandês (Raad voor Accreditatie), que confere o processo produtivo do algodão assegurando a legitimidade de sua procedência
A Matiz produz roupas pra bebês sem definição de gênero, com produção justa, sustentável e utilizando algodão orgânico
A marca Melu aposta no algodão pima peruano e possui 3 certificados: o Gots; o USDA Organics (Programa Nacional de Orgânicos do departamento de agricultura dos Estados Unidos) que garante que o algodão orgânico cumpre os requisitos de biodiversidade, não utilizando sementes geneticamente modificadas, pesticidas ou fertilizantes sintéticos químicos; e o Regulamento EC 834/2007 da União Européia, que aprova empresas que prezam pela preservação dos recursos naturais, o bem-estar dos animais, e usam método de produção com substâncias e processos naturais
As peças da Umam Brasil são hipoalergênicas, feitas com algodão orgânico. Eles ainda utilizam corantes orgânicos e respeitam o comércio justo!
A Baby Pima utiliza (como o próprio nome indica) algodão pima em todas as suas roupas! E você, o que acha de marcas mais sustentáveis?

Tags:                              

Compartilhar