Relatório revela desperdícios assustadores da indústria têxtil

01.12.2017

Ellen MacArthur e Stella McCartney juntas em busca de mudança nos hábitos de consumo e produção da indústria têxtil

Criado pela Fundação Ellen MacArthur, o relatório “A nova economia têxtil: Redesenhando o mundo da moda” foi lançado no dia 28/11 no museu londrino Victoria & Albert com parceria da estilista Stella McCartney. A fundação defende o conceito de economia circular, pra manter os produtos em seu mais alto nível de utilidade o tempo todo e com menos desperdício. Diante dos problemas apresentados pelo relatório, a conclusão é de que se não houver mudança nos hábitos de consumo e de produção, a indústria da moda vai gastar um quarto de todo o orçamento global anual de carbono até 2050! A gente separou algumas das descobertas mais chocantes dessa pesquisa – olha só:

. O equivalente a um caminhão de lixo cheio de resíduos têxteis é desperdiçado a cada segundo.
. Menos de 1% das roupas é reciclada e transformada em outra roupa.
. Um valor estimado de US$ 500 bilhões é perdido a cada ano devido a roupas que são pouco usadas e raramente recicladas.
. A lavagem de roupas é responsável por jogar meio milhão de toneladas de microfibras de plástico no oceano todos os anos; isso é o equivalente a mais de 50 bilhões de garrafas plásticas.
. A indústria têxtil usa fontes não-renováveis (98 milhões de toneladas no total por ano), incluindo óleo pra produzir fibras sintéticas, fertilizantes pra cultivar algodão e materiais químicos pra produzir fibras e tecidos.
. A produção têxtil (incluindo o cultivo de algodão) usa cerca de 93 bilhões de metros cúbicos de água por ano.

Vem conhecer o projeto #1lookporumasemana da Lilian!

O relatório, por fim, estabelece um olhar positivo pra criação de uma nova economia têxtil, desde que as empresas estejam dispostas a aderir a economia circular abandonando o modelo de “extrair, transformar, descartar”. As práticas de produção e de consumo desse novo sistema devem envolver a utilização de roupas por mais tempo, bem como sua reciclagem e reutilização com maior frequência. Só assim que a gente diminui o desperdício e os prejuízos que a indústria causa ao meio ambiente. Que tal a gente dar início a essa mudança por meio de nossas próprias atitudes? Com pequenas ações, como reciclar, customizar, praticar o upcycling, reutilizar e doar, podemos contribuir pra um consumo mais consciente!

Tags:                    

Compartilhar