Jane Birkin pede pra Hermès mudar o nome da bolsa

29.07.2015

Bolsa Birkin em couro de crocodilo – será que vai mudar de nome?

O babado está forte! Jane Birkin, o ícone de estilo que inspirou o nome da famosa bolsa Birkin da Hermès, pediu pra marca francesa não usar mais seu sobrenome. O pedido saiu no comunicado distribuído pra imprensa pela organização que defende os direitos dos animais Peta e diz: “Alertada sobre as práticas cruéis realizadas com crocodilos durante a sua matança pra produção das bolsas Hermès que carregam meu nome, pedi pro grupo Hermès pra renomear a Birkin até que práticas melhores respondendo a normas internacionais sejam implementadas na sua produção”. A chamada de atenção tem um grande impacto porque deixa a marca numa situação complicada: se ela apenas mudar o nome da bolsa, as pessoas vão saber que ela reconhece suas práticas ruins pra extração do couro; se ela optar por manter o nome e não fazer nada, é bem provável que a história continue repercutindo. Portanto, será que ela vai tentar mudar seu processo de produção? Ou, numa possibilidade mais remota, não vai mais fazer bolsas com couro de crocodilo? Vamos aguardar cenas dos próximos capítulos…

ATUALIZAÇÃO às 12h28 do dia 29/07:

Segundo a Bloomberg, a Hermès está investigando a fazenda texana que aparece no vídeo que foi divulgado pelo Peta em junho com práticas cruéis pra extração do couro de crocodilo – e que gerou o comentário de Jane Birkin. A empresa deixa claro que a fazenda é uma fornecedora terceirizada e portanto não pertence a eles, e que ela faz visitas mensais a seus fornecedores por mais de uma década pra garantir que eles estejam cumprindo com seus padrões. Também garante que o couro que vem dessa fazenda específica não é destinado às bolsas Birkin. Ela não se pronuncia até agora sobre a mudança de nome da bolsa.

Tags:            

Compartilhar