Categorias: Recicle-se

Moda eco desde o começo

25.11.2009

ReproduçãocartelaA cartela da Eurofios: bom número de cores sem processos químicos

Em 1880 surgia em Santa Catarina a tecelagem de Bruno e Hermann Hering. A marca que leva o sobrenome deles e dispensa apresentações iniciou uma história ligada à sustentabilidade e ao meio ambiente, reconhecida internacionalmente. A indústria da Hering engloba uma área de preservação ambiental e reflorestamento desde 1905 e trata a água antes de devolver aos rios desde os anos 70. Muito antes do assunto virar preocupação mundial!

Convivendo há tanto tempo com as noções de responsabilidade social e ambiental, o pólo têxtil de Blumenau é supereco. A Eurofios é um exemplo dessa herança cultural: a empresa não polui, recupera resíduos das grandes malharias e os transforma em fios sem utilizar água nem processos químicos. Tudo começa com a compra do material que iria pro lixo nas confecções. Ele é encaminhado pra famílias com dificuldade de locomoção pro trabalho, que fazem a separação dos retalhos por cor, e enviado de volta pra fábrica, onde começa o processo mecânico de produção da fibra e posterior retorção.

Dali saem fios de diversas cores sem nenhum dano ao ambiente. Eles viram tecidos pras linhas Eco House e Eco Bag, de decoração e bolsas recicladas, respectivamente. Os rolos ainda servem para qualquer aplicação de tecelagem e de artesanato, sem deixar a desejar, como qualquer produto de fiação. E parece que a empresa está trabalhando num jeans totalmente reciclado – que já existe no exterior. Isso o Blog LP está curiosíssimo pra ver!

Tags:                          

Compartilhar