O artista Martin Margiela está em cartaz numa intrigante exposição em Paris!

04.11.2021

Vanitas, Martin Margiela

“Vanitas” (2019) é uma das obras da expo de Martin Margiela

Depois de 13 anos afastado da moda, quando vendeu sua marca para o grupo italiano OTB, de Renzo Rosso, o belga Martin Margiela ressurge e mostra que o tempo foi positivo para seus talentos. Agora dedicado às artes, o misterioso estilista de 64 anos participou da Fiac (Feira Internacional de Arte Contemporânea) e acaba de abrir uma exposição na Lafayette Anticipations (Fondation d’entreprise Galeries Lafayette), com cerca de 40 obras explorando os conceitos que marcaram sua carreira na moda.

Os dois eventos ocorrem em Paris e, como de costume, Margiela jamais apareceu ou foi visto em nenhum deles. São várias as convergências entre a moda e a arte de Margiela. Ambas fogem do convencional e questionam valores e dogmas, sempre com o corpo em destaque (ou o corpo fantasma). Ambas têm uma pegada surreal-dadaísta, de forte influência de Marcel Duchamp (1887-1968).

Red Nails

“Red Nails” (2019) traz unhas postiças gigantes!

Se Margiela nunca foi fotografado, suas esculturas também nunca revelam o rosto (assim como as modelos em seus desfiles) – veja a primeira foto deste post, com a obra “Vanitas“, por exemplo! Já em “Red Nails” (foto acima), ele examina o significado social de unhas vermelhas postiças. Para ele, essas unhas são extensões que enrolam, alongam e escondem a unha natural, reforçando a beleza feminina artificial. 

Com curadoria de Rebecca Lamarche-Vadel, a exposição, sem título, é labiríntica e começa de trás para frente! O visitante entra pela saída de emergência traseira e acessa os andares pelo elevador ou escadas de serviço, que ficam geralmente fechadas ao público. As esculturas, colagens, pinturas e instalações exploram ideias como a (des)construção, o banal, o anonimato (ou o estrelato?). 

BODY PART

“Bodypart” (2020) retrata o corpo de um homem através do espelho

Chris Derconhistoriador de arte e presidente do guarda-chuva cultural francês RMN-Grand Palais em Paris, é o mentor artístico de Margiela, desde que começaram a trabalhar juntos em 1997 (para a exposição do museu Boijmans Van Beuningen em Roterdã). Mas foi só em 2018 que Chris finalmente encontrou o próprio Margiela, acredita? 

Todas as obras estão à venda, com preços entre € 10 mil  (cerca de R$ 65 mil) e € 120 mil  (quase R$ 782 mil). A exposição fica em cartaz até 02/01/2022 – bora dar um pulinho em Paris? E pra conhecer melhor o estilista e artista, fica de olho no documentário “Martin Margiela: In History Own Words” onde, é claro, ele não aparece! No Brasil ainda não está disponível, mas você pode conferir o trailer abaixo!

Tags:        

Compartilhar