Categorias: Portfolio

As mil e uma estampas de Alexandre Gijon

15.11.2009

A coleção que vem aí da Rosa Chá (de outono/inverno 2010) vai ser assinada por Alexandre Herchcovitch, mas é uma outra pessoa quem faz as estampas das peças – Alexandre também, só que com o sobrenome Gijon (se for familiar ao fashionista, o Blog LP ajuda a lembrar: ele é parte também do coletivo A Boom, que participou do projeto “In an Absolut World”. Há uma semana como designer têxtil da grife de moda praia, ele mostra aqui um pouco mais do seu trabalho com estampas – você já deve ter visto uma delas em alguma arara…

Como é que funciona a criação de uma estampa? Pra Alexandre Gijon é assim: com seu Studio Estampa, ele desenvolve projetos do ladinho de estilistas (como André Lima, com quem fez uma das estampas mais demoradas de que se lembra!); cria a partir de idéias já definidas de redes (Renner e C&A inclusas) e tecelagens (que, por sua vez, fornecem tecido pra marcas grandes do Brasil); mas produz também suas próprias coleções de estampas, que podem ser adquiridas por quem bem entender.

“Qualquer coisa vira estampa” diz. Ou seja, suas referências podem sair de um guardanapo de bar amassado ou de um livro caro de arquitetura contemporânea. “E isso acontece com toda a criação de moda”, completa. Quando trabalhou com Reinaldo Lourenço, por exemplo, desenvolveu apliques de tecido inspirados em imagens de escadas caracol que o estilista havia levado ao ateliê. Quando trabalhou em uma confecção paulistana, fez do movimento dos fios metálicos da franja de um lenço palestino uma estampa. A inspiração? Uma icônica coleção da Balenciaga. E quanto tempo leva pra fazer uma estampa? “Depende. Tem tecelagens que me chamam com 7 ou 8 meses de antecedência, mas também trabalhei com um estilista que me ligou faltando uma semana para seu desfile”. Ah, tá.

Além de embrulhar pessoas com seu trabalho, Alexandre já teve experiências com decoração. Mas ele avisa: é algo bem diferente de estilistas que simplesmente transferem suas criações de uma blusa para uma poltrona. “O móvel é uma coisa que vai ficar por 10 anos na sua sala, enquanto a roupa sai de moda a cada 6 meses”, explica. Já pra galeria pra conhecer uma seleção de estampas de Alexandre (o Gijon). Pra entrar em contato com ele, mande um e-mail pra studioestampa@gmail.com.

Tags:        

Compartilhar