Os segredos do figurino de “Ligações Perigosas”!

14.01.2016

Na foto central, Augusto (Selton Mello) de paletó de veludo, bem fino
A princesinha Cecília (Alice Wegmann) também tem muitas peças delicadas
Olha a delicadeza nos looks de Mariana (Marjorie Estiano) – luvinhas e bolsa com várias perolinhas na 1ª foto
O padrão argyle da 1ª foto ficou ótimo em Felipe (Jesuíta Barbosa)
Quando Marília fala do cabelão de costas, é a essa cena que ela se refere
A personagem Isabel, de Patrícia Pillar, tem o figurino superpoderoso – a referência de Madeleine Vionnet na 1ª imagem e de Chanel na 2ª, com o terno branco (que, aliás, está sempre presente nos figurinos assinados por Marília Carneiro!)

A minissérie “Ligações Perigosas”, no ar pela Globo, é bem curtinha – já acaba nessa sexta, 15! Mas deu pra se encantar com o figurino, não? A responsável por ele é um mito: Marília Carneiro, considerada a maior figurinista da Globo até hoje, por causa de bem-sucedidas apostas que viraram tendência, do vestido longo da Vitória de Claudia Abreu em “Belíssima” à meia lurex com sandália de “Dancin’ Days” passando pelos laços no cabelo de Regina Duarte em “Rainha da Sucata“. Conversamos com Marília sobre o seu trabalho em “Ligações Perigosas” – confira:

Qual é a roupa mais cara do figurino inteiro?
As roupas foram quase todas confeccionadas pela minha equipe de trabalho, no Projac. Talvez a mais cara seja aquela de apresentação da personagem Isabel (Patrícia Pillar), no 1º capítulo, em que ela está no Teatro Municipal do Rio de Janeiro com um vestido branco todo bordado e pele, que foi confeccionada em SP, numa pelequeria. Outro figurino caro foi também de Isabel, quando ela amarra o Heitor na cama (Leopoldo Pacheco) pra uma transa e usa uma macacão transparente preto com calça toda bordada e, por cima, uma capa preta de paetês.

Confira: 3 figurinos que Sophie Charlotte roubaria pra ela!

Quem foi a maior musa inspiradora pro figurino?
Minha inspiração começou a partir de uma foto da Gisele Bündchen, com cabelos bem compridos, sentada, nua, de costas, lendo um livro. Pensei que o cabelo de Isabel quando ela está bem louca no quarto deveria ser comprido e solto assim. Esta foi minha 1ª ideia. Pro figurino da minissérie no geral, me inspirei nos anos 20, 30. Consultei mais de 300 livros. Pra Isabel a inspiração veio de Madeleine Vionnet, por exemplo no vestido branco com pele que comentei, e na ousadia de Coco Chanel, quando ela usa terno branco com pantalonas.

Qual acessório guarda a história mais interessante?
Talvez o chapéu com pássaros que Consuelo (Aracy Balabanian) usou. Ele foi feito inspirado num chapéu que minha avó usava.

Relembre a importância de David Bowie pra moda

Tem algo que é contemporâneo mas que encaixou bem nesse figurino de época e você decidiu usar mesmo assim?
Algumas peças de Isabel servem perfeitamente pra serem usadas hoje. O terno branco que copiamos do que Coco Chanel usava é uma dessas. Um macacão preto todo lavrado, com cinto prata e laço, também. Por Isabel ser uma personagem mais ousada, assim como Chanel, ela tem mais contemporaneidade.

Quer ver mais do figurino de “Ligações Perigosas”? Vem!

Quais são seus projetos pra 2016?
No momento, aguardando. Desejo que surjam trabalhos tão prazerosos e com a qualidade dessa minissérie. Fiquei muito feliz de fazê-la!

Tags:                        

Compartilhar