Mario Testino e Bruce Weber são acusados de abuso sexual

Montagem Site Lilian Pacce
Mario Testino e Bruce Weber, referências na indústria da moda, já trabalharam com grandes marcas e campanhas
Mario Testino e Bruce Weber, referências na indústria da moda, já trabalharam com grandes marcas e campanhas

Depois de toda a polêmica com Terry Richardson, os fotógrafos Mario Testino e Bruce Weber também são acusados por vários modelos masculinos de abuso sexual. Os testemunhos foram dados ao jornal “The New York Times“, que reuniu relatos de 15 modelos e ex-modelos que trabalharam com Bruce Weber e “descreveram um padrão do que dizem ser nudez desnecessária e comportamento sexual coercivo, muitas vezes durante sessões fotográficas”, segundo o jornal. Criou-se até um termo pra quem passasse por essas situações com Weber: “ser brucificado“.

Você viu? Terry Richardson banido da “Vogue” e da Condé Nast

No caso de Mario Testino, foram 13 modelos e antigos assistentes do fotógrafo que denunciaram abuso durante as campanhas dos anos 1990. Dois modelos reclamam do comportamento dele durante campanha da Gucci na época: “Se você quisesse trabalhar com Mario, você tinha que fazer uma sessão de nudez no Chateau Marmont (hotel em Los Angeles)”. Jason Fedele, que estava na campanha ainda diz: “Todos os agentes sabiam que isso era o que faria sua carreira avançar e ser bem sucedida”.

Confira: Sobrou pra Marchesa no(s) caso(s) Harvey Weinstein

Os advogados de ambos fotógrafos disseram-se “surpreendidos e consternados”e questionaram a credibilidade dos acusadores. Algumas marcas já estão se posicionando: Michael Kors, Burberry e Stuart Weiztman, além da editora Condé Nast não irão mais trabalhar com os acusados. 

Tags:                          

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Últimas