Índice de transparência: saiba quais são as top marcas

29.04.2019

Acabou a semana Fashion Revolution mas a produção de moda continua, e precisa ser cada vez mais consciente. Uma das preocupações é com a cadeia de produção, tanto nos processos como nas pessoas que trabalham nela. E saiu o 2019 Fashion Transparency Index divulgado pela mesma organização Fashion Revolution, que rankeia as marcas por nível de transparência. A transparência dos processos é importante porque é a partir dela que os consumidores podem analisar como é a cadeia produtiva de cada produto e optar por comprar ou não – são informações poderosas que precisamos exigir.

Pra ajudar: Escola Vidigal em colab com Le Lis Blanc!

Ainda existe um longo caminho pras coisas melhorarem, mas há avanços: num total de 250 pontos com informações que são requisitadas pras marcas, as 3 do topo empataram com 64%. São elas: Adidas, Patagonia e Reebok. Depois vem Esprit com 62% e H&M com 61%. Adidas e Reebok tinham 58% em 2018; Esprit tinha 54% e H&M tinha 55%. Outras cresceram bastante sua porcentagem em relação ao ano passado, caso da Dior (agora com 22%, antes com 0%). 

Alternativas da indústria da moda pra ela diminuir seu impacto

Infelizmente, ainda existem marcas à moda antiga que seguem sem abrir quase nenhuma informação, ou não ficaram mais transparentes de um ano pra cá – como é o caso de Tom Ford. Já a Longchamp e a Max Mara acrescentaram apenas 2% no seu nível de transparência. Uma pena. É um dever da marca informar como ela funciona pro seu público. Vamos continuar exigindo!

Adidas, que é uma das melhores rankeadas no grau de transparência, também tem feito diversas ações sustentáveis como é o caso de sua linha de tênis com plástico reciclado retirado do oceano

Tags:                        

Compartilhar