É primavera com Helena Lunardelli

24.09.2014

O livro é da editora Senac SP e dá pra comprar no site deles
Aproveite a reciclagem de embalagens
Que traz ideias de como montar arranjos de flores pra animar o ambiente
Ela lançou seu livro “Pequenos Arranjos do Cotidiano”
A entrevista rolou na loja Tufi Duek da Oscar Freire. Olha o look que Helena vestiu!
Ela contou pra gente sobre a flor do momento e os melhores arranjos pra cada ocasião
Blog LP conversou sobre flores com Helena Lunardelli!

A primavera acaba de começar e as árvores já estão cheias de flores coloridas encantadoras. A época é a ideal pra montar arranjos maravilhosos que fazem a decoração da casa ou de algum momento especial. Por isso Blog LP foi conversar com Helena Lunardelli no lançamento de seu livroPequenos Arranjos do Cotidiano” na loja da Tufi Duek. A publicação ensina a montar arranjos pra animar os ambientes e a reaproveitar objetos que antes seriam descartados, usando-os como vaso. Bacana, né? É da editora Senac SP, custa R$ 135,90 e dá pra comprar no site. Confira abaixo nossa entrevista e clica na galeria pra ver fotos do livro!

Roupas com motivos florais!

Conta pra gente: qual a flor que está na moda?
Hmm… É difícil responder essa pergunta, porque o que está acontecendo com flor é meio o que aconteceu com a moda ao longo dos anos. As pessoas acabam tendo as preferidas de sempre, os clássicos, e vão usando com uma coisa ou outra que eu sugiro. No passado já teve a moda de misturar artificial com natural, e a moda das orquídeas, que eram flores mais raras… Se fosse arriscar uma tendência, seriam as flores sul-africanas da família da Protea, que é superexótica. A gente não tem produção delas aqui no Brasil, são importadas e tem um valor mais salgado, mas são fantásticas! Se você tem uma, ela já “faz” o seu arranjo! Dá pra usar solitária ou com outra flor. Linda de morrer, a querida do momento!

E a coleção da Rita Comparato pra Alcaçuz?

Qual arranjo você recomendaria pra um almoço entre amigas?
Mulher gosta de flor e tem que ser uma coisa descontraída pras amigas. Gosto de fazer arranjos menores, inclusive porque elas acabam levando pra casa – todas pedem! Se for um arranjo grande, quando você vai ver já desmontaram tudo! (Risos) O arranjo pequenininho pode ser feito em vasinhos ou garrafinhas pra essa coisa de levar pra casa ser mais prática, mesmo. Já as flores dependem muito da estação. No outonoinverno indico flores mais escuras, tons terrosos mais chocolate, vinho e laranja queimado. As pessoas pedem isso até porque aquece o ambiente. No verão, o bacana são cores mais leves e vibrantes.

E pra um jantar de gente moderna?
Iria pros tropicais. Muita folhagem, porque a gente tem folhas lindas aqui no Brasil, inclusive em várias cores. Tem o cróton, a dracena, o verde da costela de Adão, bromélia de corte, alpinia… Enfim, dá pra fazer arranjos chiquérrimos e modernos. Também é legal usar sementes, misturando-as no meio das folhagens. A cúrcuma é a mais usada. E dá pra brincar de arranjo com flor ou sem flor.

E em um casamento civil pra poucos convidados?
Flores mais delicadas. Você pode sempre ter um toque inovador, alguma coisa mais fashion, mas eu iria pra flores como a peônia, misturada com uma cúrcuma, uma flor de dracena ou até uma anêmona. Enfim, usaria flores mais delicadas com um toque contemporâneo!

E se o casamento fosse na beira da praia?
A gente tem a questão do calor, principalmente no Brasil. Qualquer flor que você use sente muito isso. E como na praia já tem uma exuberância natural da mata, qualquer coisa delicadinha e miudinha vai ser engolida pelo ambiente. O jeito é ir pras flores tropicais!

Editora Senac SP: (11) 2187-4450

Tags:                                              

Compartilhar