Emmathomas Galeria inaugura a expô “Ephemera” de Paula Costa

18.11.2018

A partir de novembro a galeria Emmathomas em SP recebe expôs temporárias de artistas convidados, a Emma Pop, com o objetivo de possibilitar um espaço artístico de experimentação pra diversos nomes da arte atual que rolam por aí! A estreia é da carioca Paula Costa, com o projeto “Ephemera” que pensa no tempo do florescer e do envelhecer! A morte é a principal temática da sua expressão artística, apresentando a beleza desse processo natural com o uso de matéria orgânica como flores, folhas, frutas! Paula montou sua expô pra mostrar que a morte é uma transformação, e nem sempre representa o fim; por produzir o que não foi feito pra durar, a cada obra ela pratica a humildade e o desapego das coisas na vida! Clica na galeria pra ver as fotos!

“Ephemera” de Paula Costa
23/11 a 21/12, de segunda a sexta das 11h às 19h e sábado de 11h às 15h
Emmathomas Galeria: al. Franca, 1054, Jardim Paulista, SP
(11) 3045-0755
Entrada gratuita

A artista carioca Paula Costa estreia o Emma Pop da Emmathomas Galeria com a expô “Ephemera” revelando a beleza natural da morte! Vem ver mais!
Os trabalhos atravessam o tempo que existe entre o florescer e o envelhecer!
A matéria orgânica é a protagonista das obras! Flores, frutas e folhas…
Colagens, esculturas orgânicas e fotografias fazem parte da expô!
Ela usa a agulha, o fio de algodão e a lã pra preparar folhas e flores nas diversas fases da sua existência
A cada peça, Paula, procura praticar o desapego e a humildade – por serem feitas com matéria orgânica, são efêmeras e só ganham o registro em fotos
E também rola algumas frases, como essa da foto: é preciso ser coragem!
Que tal essa obra?
O conceito de “vida útil” vira um subtexto que perpassa a expô
A cultura ocidental têm um grande distanciamento com a morte, mas Paula acredita que é um processo natural e nem sempre representa o fim!
Olha aí a artista: “Minha maneira de afirmar minha passagem pelo mundo é aceitando o tempo de duração das coisas. O artista vem bem antes da arte. Mas a vida, antes de tudo!”

Tags:                                                

Compartilhar