Categorias: E Mais... Prazeres

Ela vem aí: Jessica Jones no Brasil!

01.12.2015

A gente gosta dela desde “Apartment 23“, quando fazia o papel da absurda Chloe, mas a atriz Krysten Ritter conquistou nossos corações de vez ao interpretar Jessica Jones, uma heroína superinteressante do universo Marvel, em série do Netflix. E agora está chegando a hora do Brasil vê-la de perto: ela vem pra Comic Con Experience, que rola entre 3 e 6/12. Os ingressos são pros batalhadores: a venda online já fechou e agora só rola presencialmente, na bilheteria, em cada dia específico (o painel sobre a série rola na sexta, 4/12, e você fica sabendo de mais informações tipo preço e local no site oficial). Ah, e David Tennant, que interpreta o vilão Kilgrave, também vem!

Mas, enquanto isso, por que você deveria assistir “Jessica Jones”? A gente te conta:

. Empoderamento já!
O empoderamento feminino, debate super em alta (que bom!), cai como uma luva aqui. Depois de ter sido usada pelo vilão e descobrir que ele na verdade está vivo e na ativa, Jessica precisa encarar suas dificuldades, superá-las e acabar com ele de uma vez por todas. Soa como uma bela jornada de empoderamento, não? O lado “melhor ainda” é que a série não é bobinha, apesar de bem hollywoodiana em sua narrativa: sobra violência. E Jessica, ainda por cima, é uma antiheroína “forte mas nem tanto”: ela tem uma força um tanto sobre-humana mas não chega a ser uma supermulher, ela pula em alturas e distâncias grandes mas não voa, e é bem mortal (sangra, desmaia etc.). Só que ela é a típica “fodona”: fica bêbada (constantemente), bate forte, faz um tipo “loba solitária”. O que nos deixa ainda mais caidinhos por ela!

Veja também: do 1º episódio da série “Absolutely Fabulous” pra cá, o que mudou?

. Figurino? Hum…
Não, o figurino não é um dos destaques. Jessica, aliás, não tem uniforme de super-heroína: o look é básico tipo jeans, bota, camiseta de malha e uma jaqueta por cima. O melhor fica por conta da advogada chiquérrima Jeri Hogarth, interpretada pela super Carrie-Anne Moss (lembra da Trinity de “Matrix”?? Saudades!). Jeri, aliás, é momentinho lesbian chic incrível de cabelo curto e casacos poderosos. E, OK, não podemos deixar de lado a elegância inglesa de Kilgrave, com alfaiataria bem cortada e ajustada.

. Mas e o batom?
Não dá pra enganar: Jessica pode ficar acabada, acordar toda torta e já ir pra rua, ser jogada na sarjeta… Mas aquela bocona recebeu um batom rosa escuro sim, a gente sabe! Ou a habilidade super-humana da Krysten na vida real é ter uma boca incrível sem precisar de nada.

. Cage ou Simpson?
Tem dois homens pra gente ficar paquerando a tela: o impenetrável Luke Cage (Mike Colter, que já participou de “The Following” e “The Good Wife”) e o policial Will Simpson (Wil Traval, da série “All Saints”). E aí, qual é o seu preferido?

Confira: a turma do Charlie Brown usa… Prada!

. E o prêmio de mais estiloso vai pra…
Desculpa, gente, vai soar como um exagero de normcore mas o personagem que a gente acha mais estiloso é o viciado Malcolm (Eka Darville, de “Empire” e “The Originals”). Sério! Não nos julgue antes da hora: assiste à série inteira pra ver!

Tags:                    

Compartilhar