60 anos de arte brasileira ganham os corredores da Bienal

18.09.2013

“Cauda 2”, 2005, Tatiana Blass. Artistas mais recentes também estão presentes
“In-Out Antropofagia”, 1973/74, de Anna Maria Maiolino. A expô fica em cartaz de 21/09 até 8/12
“Tiro ao Alvo”, 1980, Paulo Bruscky
A mostra reúne obras que já participaram das Bienais, como o “Metaesquema II”, 1958, de Hélio Oiticica
“Homenagem à Fontana II”, 1967, de Nelson Leirner integra a exposição

2013 não é ano da Bienal Internacional de São Paulo, mas vai rolar exposição no prédio projetado por Oscar Niemeyer. A partir do dia 21/09, o público confere a mostra “30x bienal – Transformações na arte brasileira da 1ª à 30ª edição” que, como o próprio título já diz, foca nas mudanças ocorridas na arte do Brasil nos 60 anos que se passaram desde o início da Bienal Internacional.

A Índia pela Vacheron Constatin

Nomes consagrados como Hélio Oiticica, Nelson Leirner e Alfredo Volpi aparecem ao lado de outros artistas importantes mais recentes, como Ernesto Neto e Tatiana Blass, sendo que todos eles já participaram de alguma edição da Bienal. Com curadoria de Paulo Venancio Filho, a exposição segue em cartaz até 8/12 – e na galeria você confere uma prévia, clica na foto pra acessar!

30x bienal – Transformações na arte brasileira da 1ª à 30ª edição
De 21/09 até 8/12
Fundação Bienal: Parque do Ibirapuera, SP
Entrada franca

Tags:                    

Compartilhar