Categorias: Desfiles

SPFW outono-inverno 2010

17.01.2010

Márcio Madeira / First View

Image 1 of 27

Ele cantou – mesmo – durante o desfile. Sim, era o próprio Fause Haten, com aquela peruca que cobria metade do rosto, à frente de uma jazz band. Isso porque grande parte da inspiração foi a figura do crooner – aquele cantor anônimo. Aliás, eles até aparecem nos paetês bordados! O trabalho manual, falando nisso, é o grande destaque dessa coleção: retalhos de seda, às vezes com couro, fazem o desenho do pied-de-poule e da onça. Fitas bordadas mimetizam estampa floral. O styling exagerado e quase punk das “sobreposições cuidadosamente displicentes” disfarça os vestidos de festa que estão ali, misturados, mas que são adequadíssimos pra qualquer festa high society – sem o cardigã paetizado amarrado na cintura, claro. Ou seja: Fause continua o mesmo. Mas alguma coisa nos diz – será a superexposição cantando, será o lado artes cênicas aflorando – que o estilista passa por um momento de questionamento e transição. De olho nisso…

(Jorge Wakabara)

Tags:    

Compartilhar