Yeezy outono-inverno 2016/17

12.02.2016

Você consegue enumerar dois ou três estilistas negros em atividade hoje? Vamos lá, te damos 20 segundos. Não? Pois bem – mas colaborações com artistas negros pipocam por aí, né, vide Pharrell Williams e Rihanna. O caso de Kanye West com a Adidas, que deu numa marca nova, a Yeezy, é diferente: o rapper parece querer mais que um envolvimento, e na questão de representatividade acaba ocupando um lugar vago e poderoso. A Yeezy, com o nome parecido com o do álbum lançado em 2013 “Yeezus”, desfila; as apresentações tem um tom artsy graças à colaboração com a artista Vanessa Beecroft; o envolvimento não é só profundo como, pelo que Kanye diz, é genuinamente um esforço de criação digno de ser comparado com o de um estilista profissional. Ele se considera um artista não só na música mas em tudo o que faz, inclusive roupas.

E se normalmente elas já tem uma plateia estrelada (só a família Kardashian-Jenner já rende muita foto), nessa 3ª temporada Kanye fez questão de um megashow com direito à 1ª audição do seu novo álbumThe Life of Pablo“, muitos convidados VIPs, um cenário que incluía barracas de refugiados e muitos modelos (todos negros) e Naomi Campbell, Veronica Webb e Liya Kebede fechando a apresentação. Difícil, pra não dizer impossível, um desfile da Semana de Moda de NY ter tanta atenção e repercussão assim – mas o mais importante em um desfile são as roupas, não? Então, vamos a elas.

Confira a fila A da apresentação da Yeezy

A Yeezy continua na pegada sportswear-streetwear, com bastante malharia colada no corpo, sobreposições, jogo entre justo e largo, muitas jaquetas e moletons, brincadeira de detonadinhos com furos propositais. A diferença maior está na cartela de cor – antes bem contida e neutra e agora muito mais variada, com direito até a camuflado. Deve fazer sucesso entre fãs e fashionistas (o impedimento maior é o preço, carérrimo), mas não é nada revolucionário. Não como Kanye gostaria. Ele ainda confidencia pra Anna Wintour durante o evento que em alguns anos seu sonho é ser diretor de estilo da Hermès. Bem… O comum seria duvidar. Mas não duvide.

Tags:                      

Compartilhar