Weider Silveiro fala dos LGBTI em situação de rua

26.07.2018

A questão dos LGBTIs em situação de rua sempre foi muito sensível a Weider Silveiro, mas ele hesitou antes de entrar nessa seara porque tinha receio de que apontassem que esse não é seu lugar de fala. Mas Neon Cunha, que é ativista envolvida na causa, o convenceu (e inclusive desfilou ao lado de uma turma que também incluiu Johnny Luxo e Max Weber). A ideia era trabalhar com um casting de maioria LGBTI mas, por causa da questão de DRT de modelo, necessário pra desfilar, Weider foi obrigado a abrir mão disso. 

E a vontade era fazer um alerta pra esse tema sem ser agressivo, numa via mais poética. Esses andarilhos urbanos usam roupas superutilitárias, com as quais podem carregar tudo o que querem e precisam. E depois do desfile anterior, que foi tão livre e sedutor em seu mix inusitado de personalidades, roupas e estilos, o estilista rompe com a estrutura de uma coleção no sentido mais acadêmico, de cartela de cores e materiais, e traz cada look em um tecido, cor e estampa. Eles são costurados pelo styling de Flavia Pommianosky e Davi Ramos com capas de plástico que embrulham-protegem; chapéus; telas; maxipingentes de texturas de carvão. Veja mais na galeria! (Jorge Wakabara)

Tags:                        

Compartilhar