Vibes setentistas na Proenza Schouler

23.01.2018

O feito à mão segue sendo uma das questões mais caras pra Proenza Schouler. Mas nesse desfile, que pela segunda vez consecutiva rola em Paris, eles se preocupam menos com técnicas de ateliês de alta-costura e mais com artesanato: tie-dye, macramê, patchwork de couro em losangos. O resultado do outono-inverno 2018/19 da marca é, apesar do clima ripongo, bem urbano! Veja mais na galeria!

Tags:                  

Compartilhar