Uma homenagem ao fundador na Givenchy

02.07.2018

Clare Waight Keller está em ascensão: ela vem de um elogiado desfile de alta-costura na temporada passada e de um estouro de mídia por ter feito o vestido de noiva mais famoso do ano, o de Meghan Markle. Mas da estreia dela pra cá, outra coisa aconteceu: a morte de Hubert de Givenchy em março. A estilista resolveu, então, fazer uma homenagem pra ele nesse outono-inverno 2018/19 couture, algo que um de seus antecessores, Julien Macdonald, já experimentou com resultados que não foram exatamente um hit. Portanto era uma preposição arriscada.

Ao mesmo tempo, o próprio vestido de Meghan já era um aceno pra sensibilidade mais clássica, um design mais limpo, uma modelagem mais geométrica – valores que giravam em torno do trabalho de Hubert, mais especificamente na parceria criativa que ele firmou com a anglo-belga imortalizada nas telas hollywoodianas Audrey Hepburn.

Então é impossível desvincular o estilo de Audrey do estilo Givenchy original. Aqui, ela é reimaginada de maneira às vezes um pouco mais sexy, às vezes um pouco mais ousada, na maioria das vezes tão elegante e atemporal quanto. Bonito sim; mas em alguns momentos o atemporal pode parecer pouco contemporâneo. Clientes mais tradicionais vão amar, de qualquer forma. Veja mais na galeria!

Tags:                          

Compartilhar