Triton primavera-verão 2014/15

01.04.2014

Costa Amalfitana, Itália. É pra lá que a Triton dos estilistas Karen Fuke (no feminino) e Igor de Barros (no masculino) viaja pra se inspirar pra essa primavera-verão 2014. Aliás, as coleções pra eles e pra elas começam a conversar cada vez mais – a desconstrução do trench, o foco na cor cáqui cercando uma cartela cheia de tons suaves… Mas ao mesmo tempo cada um faz a sua versão: a de Igor é bem sutil, com sugestões de trench que, se ele não falasse, talvez até passassem batidas; a de Karen já é mais evidente nos casacos que incluem pregas, plissados e assimetrias, recortes de renda com bordado de linha e também de dourado.

Ainda nos rapazes: a coleção é surpreendentemente sexy pro utilitário Igor. Cavas profundas, regatas com decote bem baixo, e mesmo as camisas são usadas só com o botão da gola fechado e o resto aberto, mostrando o tanquinho dos modelos. Os paletós – que vão confirmando a tendência de alfaiataria com recortes de tecidos diferentes em pegada esportiva – não possuem forro pra ficarem bem levinhos. O jacquard tem fios dourados e é mostrado do avesso, o que o deixa mais interessante, com mais cara de tapeçaria rústica. Ainda tem o bordado de louros formando losangos nas calças mais largas, de cós baixo, e uma das estampas que parece marmorizada mas, se você reparar bem… são pinturas do Renascimento distorcidas, esticadonas na vertical!

Mas e elas? Karen revela o desejo de fazer uma coleção mais feminina. Volta a cintura marcada e toques bem girlie: babados (que aparecem meio espelhados horizontalmente, pra baixo e pra cima), o bordado floral, a estampa inspirada no trabalho do ilustrador de 1500 Joris Hoefnagel que lembra desenho em porcelana, e principalmente o toque de lingerie anos 40 – muitos recortes e elásticos parecem do universo do esporte mas remetem à cinta-liga! No fim, uma série de vestidos com camadas de plissadinhos parecem estar descascando. E, bem, tem a presença da Irina Shayk, a namorada do jogador Cristiano Ronaldo, que é linda – mas sinceramente, nem precisava! O ritmo é de canzone bella e romântica, e ela, mais pra mulherão Sophia Loren distante da cliente jovem da marca, até destoou apesar de ter arrancado “u-hus” da plateia em sua 1ª entrada. (Jorge Wakabara)

Tags:                                                                              

Compartilhar