Saint Laurent: vestida pra intimidar!

27.02.2019

As mulheres são poderosíssimas, sensuais em decotões, transparências e maxiombreiras absurdas, tão anos 80 e tão agora. Anthony Vaccarello, o estilista, explica no backstage que não queria fazer oversize (“todo mundo está fazendo”) mas queria dar mais poder pra mulher: “Achei que elas precisam do ombro.” Mas o power suit aqui vem mergulhado em fendas, extracurtos – também é power sexy. Enquanto isso os rapazes são todos magrinhos, tipo menino indie, gravatinha slim, listras em P&B que os deixam ainda mais longilíneos. Parece que o jogo virou nessa história de sexo frágil, não é mesmo?

Mas tem mais pra se ver nesse outono-inverno 2019/20 da Saint Laurent apresentado na Semana de Moda de Paris, começando pelo… fim. Uma das inspirações de Vaccarello é a coleção “Libération”, talvez a mais polêmica que Yves já fez – era a alta-costura de primavera-verão 1971 e ele ousou se inspirar nos anos da ocupação nazista de Paris com uma pegada mais casual e jovem do que a alta moda estava acostumada, encarnada pela musa do brechó Paloma Picasso. O resultado foi chamado de feio pra baixo pela mídia, a indignação foi praticamente geral – e com o tempo ela se provou ser uma das coleções mais influentes da história da moda do século 20! Corta pra hoje: isso não é alta-costura, a moda já brinca faz tempo com esses limites de bom e mau gosto ou de bem ou mal nascido (graças, entre outras coisas, à própria “Libération” de Saint Laurent), e Anthony não ousou tocar num tema polêmico como a ocupação. Porém, o resultado enche os olhos: o trecho final do desfile se transforma numa rave com luz negra e roupas em tons de neon. Virgil Abloh fez mais ou menos parecido na Louis Vuitton masculina (confira), mas o resultado aqui é mais, digamos, baladeiro, de peles, plumas e escarpins. O clima também namora a estética da residência de Lady Gaga em Las Vegas, “Enigma“. 

Outras tendências pro checklist: animal print (zebra, onça), brilho kitsch (pra usar com short curtinho, maxibota e meia-calça de poá), touca (confirmando a onda que pintou na alta-costura), cascata de babado (a saia midi com abotoamento frontal deve virar hit no fast-fashion), o vestido-jaquetão de abotoamento duplo, listras no geral. Quer ser cool à francesa? Já sabe! 

Tags:                                                                          

Compartilhar