Reinaldo Lourenço outono-inverno 2017

24.10.2016

Do povo Saami (nativos das terras nórdicas) e do folclore sueco à modernidade de Estocolmo e ao Nordic Museum: a coleção de outono-inverno 2017 de Reinaldo Lourenço é batizada de Skål (é tipo o brinde deles, o nosso tim-tim). Aliás, isso é praticamente um statement: Rei é um dos únicos a fazer coleção de outono-inverno em vez do see-now buy-now que dominou as passarelas do SPFW. E é, de fato, uma coleção bem invernal com direito a onoraques, trenchs, jacquard, couro, looks bem fechados no geral fora os momentos de festa. Ela começa com alfaiataria listrada impecável; vai pra sobreposições de vestidos tomara-que-caia ou sem manga com tricô de gola alta e manga comprida por baixo; se avoluma no onoraque bicolor com saia de fenda assimétrica; infla na manga bufante das blusas (a estampa folk ganha terreno aqui); se esmera em uma técnica de vazados no colo e ombro dos vestidos (são, na verdade, laços feitos à mão); ofusca no paetizado; provoca nas transparências com fitas de veludo ou de cobre por aplicadas uma a uma; se geometriza na última estampa superbacana, meio folk contemporâneo. Roupas pro dia e pra noite pra mulheres extrachics, charmosas – e que não tem pressa pra comprar a peça que viu na passarela logo no dia seguinte. Paciência é coisa de gente fina, viu? (Jorge Wakabara)

Tags:                                                  

Compartilhar