Raf Simons outono-inverno 2016/17

21.01.2016

Clube dos Cinco” porém… em Twin Peaks! Depois de ser anunciado que a série de David Lynch vai voltar com uma 3ª temporada (que deve estrear só em 2017 mas já está em fase de gravação), Raf Simons junta essa referência com o filme cult adolescente de John Hughes e ainda traz “Untitled Horrors“, série da artista Cindy Sherman, pro seu caldeirão. O discurso fragmentado (e portanto totalmente contemporâneo) do estilista resulta em um desfile que pode ter dois lados: o mais comercial, em uma análise rápida das propostas de moda; e o mais artístico, encarando a apresentação e os looks como parte de uma performance fashion cheia de clima de suspensesimbolismos.

Então vamos pelo 1º lado: a calça seca embaixo e blusas superamplas em cima são a silhueta da vez, repetida à exaustão como um verdadeiro statement. Maxisuéteres, maxidoudounes, maxicardigãs… em alguns casos, sobreposições os deixam ainda mais volumosos. O college (à personagem de Emilio Estevez no longa teen) é inspiração superimportante, mas esse jeito de usar a blusa, tão enorme que a manga cobre a mão, tem algo da menina esquista interpretada por Ally Sheedy (e o xadrez caretinha, por sua vez, é tudo a ver com o estilo Ralph Lauren da patricinha de Molly Ringwald).

Aí começa o artístico: muitos tricôs tem um acabamento propositalmente puído, como se sugerisse que aquela peça passou por algo muito ruim. Assimetrias discretas, como se fosse um defeito, também dão um clima. As letras aplicadas, aparentemente sem sentido e descontextualizadas, parecem nos convidar a inventar uma história pra justificá-las. Quer mais significados? Assim como nas obras lynchianas, o interessante não é achá-los e sim se perder. Falando nisso: Raf descobriu que o aniversário de 70 anos do cineasta era no mesmo dia do desfile (20/01) e decidiu dedicar a apresentação a ele. Confira mais na galeria!

Tags:                                                    

Compartilhar