Categorias: Desfiles Nova York

Proenza Schouler primavera-verão 2013

13.09.2012

Então é assim que a internet seria se fosse uma coleção de roupas? Pelo menos na visão dos rapazes da Proenza Schouler, sim: pra essa primavera-verão 2013, eles escolheram o sistema randômico e o discurso fragmentado da web como mote pra sua moda sempre focada numa jovem hype americana – mas agora com o plus de ter um grande investidor por trás e uma loja recém-aberta na Madison Avenue.

Confira o desfile anterior

Essa responsabilidade não quer dizer que eles estejam mais receosos na passarela da Semana de Moda de NY – a audácia continua a mesma. E o fragmento é representado, primeiro, pelos recortes de diferentes texturas, com pele de cobra de cores diferentes montando coletesJack McCollough e Lazaro Hernandez apontam uma exposição de Gerhard Richter como outra referência pra essa parte do desfile, que tem looks bem cortados e leves, apesar de serem em couro, dando uma impressão de 2D, tipo tela do computador. Na sequência, passam vestidos com zíper frontal (e aí, detratores das periguetes? Na Proenza Schouler pode?) ainda com a ideia de recortes, e conjuntos quentes de vermelho e laranja. Mas o melhor fica pro final: as estamponas de crianças numa piscina, de um protesto e de uma praia aparecem com ilhoses e poás (pixels?), como se estivessem “carregando”, meio borradas, meio Instagram. E viva o 3G, né?

Tags:                                        

Compartilhar